Tratamento de varizes com espuma

Tratamento de varizes com espuma

A técnica da espuma trata varizes dos membros inferiores. Ela foi desenvolvida há tempos na Europa, e na década de 90 teve a aplicação aumentada em razão da utilização do ultrassom, que tornou o procedimento mais seguro e eficaz.

PUBLICIDADE


Como é feito

O tratamento mistura o esclerosante com o ar. O cirurgião usa duas seringas e por meio de uma torneira o líquido é passado de uma à outra.

Quando o líquido mistura com o ar, vira uma espuma densa, parecida com a de cremes de barbear, e possibilita tratar varizes muito calibrosas sem necessidade de cirurgia.

Indicação do tratamento

Apesar de possível tratar qualquer tipo de variz com espuma, ela é interessante para quem não têm condições adequadas para ser submetido a cirurgia – por exemplo, idosos ou quem tem risco cirúrgico aumentado.

Pacientes com feridas ou alterações tróficas na pele (escurecida, espessada e, eventualmente, com úlceras), são os mais indicados para tratar com espuma, porque não há necessidade de anestesia, o procedimento é feito em regime ambulatorial (sem necessidade de internação) e a pessoa pode voltar às atividades habituais praticamente no mesmo dia.

PUBLICIDADE


Quando aplicada adequadamente, a técnica com espuma é segura e apresenta excelentes resultados, especialmente para quadros mais graves.

Trata-se de uma ferramenta fundamental no arsenal do cirurgião vascular, pois pode ser utilizada quando não há possibilidade de fazer uma cirurgia convencional, e tratamentos com laser ou radiofrequência.

Artigo anteriorMédico de varizes
Próximo artigoMitos e verdades sobre varizes
CRM: 89006. Doutor na área de ciência em gastroenterologia pela Universidade de São Paulo (USP). Residência médica na Socidade Portuguesa de Beneficência de São José do Rio Preto (1997). Residência médica no Hospital e Maternidade Modelo Tamandaré (1999-2001). Titulo de especialista em Angiologia e Cirurgia vascular (2002). Título de especialista em Clínica Medica com capacitação em Medicina de Urgência pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica (2002). Graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Londrina (1996). Assistente colaborador da Sociedade Portuguesa de Beneficência de São José do Rio Preto (1997-1997). Perito médico da Receita Federal do Brasil (2008-2009).