Transplante de barba: quando fazer?

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Para tapar falhar na barba, a ideia é pegar pelos de uma área doadora, no caso a própria barba, e colocar onde os fios estão em falta. A maioria dos homens tem barba na parte inferior do pescoço mas não a deseja, tanto que mesmo os que mantém uma barba cheia raspam a da parte inferior do pescoço, e é justamente ela a utilizada para cobrir falhas na barba no transplante, por exemplo, para melhorar o desenho do cavanhaque. Geralmente não são necessários tantos fios para cobrir essas falhas, porém, se a barba foi muito falhada, ou muito rala, aí será necessário uma quantia maior, se o paciente dispor dela na parte inferior do pescoço será ótimo, caso contrário, ficará mais difícil.

hairloss-blocker-recupera-88-cabelo

Então se retiram, se possível, praticamente todos os fios da região inferior do pescoço, e colocam eles na falhas, e o bom é que se fosse retirar tudo, diferente do cabelo em que se pode retirar somente uma parte, na parte inferior do pescoço o que se quer é eliminar os pelos de vez. O transplante de barba com pelos da própria barba tem uma grande vantagem, a similaridade entre os pelos, pois a textura, calibre, cor e curvatura do pelo do bigode e o do pescoço são iguais. A barba pode ter fios de várias cores, e justamente essa variedade de coloração que o bigode tem, o pescoço também, e tenta-se mesclar isso da melhor maneira possível .

A área doadora da barba são duas, ou a própria barba ou o cabelo, este não é muito legal, no máximo para fazer a costeleta, se se transplantar cabelos para o queixo vai ficar estranho, porque no cabelo geralmente tem dois ou três fios, e a barba é um único, e além disso, o da barba é mais grosso, assim são características diferentes, e não fica legal usar fios de cabelo para preencher a barba, exceto na costeleta, que como tem uma continuidade com o cabelo, aí fica natural.

Retirando os pelos da parte inferior do pescoço, resolve um problema: não será mais necessário fazer a barba dessa região, e resolve as falhas.

PUBLICIDADE


Transplante de barba não deixa marcas nos pelos extraídos do pescoço

Essa barba que é retirada da área doadora, ela não vai gerar marca, porque o furo que é feito tem cerca de 0,9mm de diâmetro, e cicatriza muito rápido, e geralmente em três dias não há mais marca nenhuma, apenas vermelhidão nessa região.

Se o paciente tem vinte e poucos anos, ele não deve se desesperar, pois pode ser que a barba dele ainda ganhe volume, geralmente a barba desenvolve até pouco depois dos 30 anos, mas para quem já tem trinta e tantos anos, aí pode ser que a barba não mais vá se desenvolver, e nesse caso o transplante de barba pode ser uma solução.