Queda de cabelo: quando se preocupar?

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Quando a queda de cabelo é preocupante?

Vários fatores podem levar à queda de cabelo. Primeiro, é necessário investigar se a alopecia é cicatricial, em que há destruição do folículo piloso. Nesses casos a queda dos fios é permanente, como no caso de queimaduras, algumas doenças inflamatórias, algumas micoses, lúpus e líquen plano.

hairloss-blocker-recupera-88-cabelo

Existem perdas capilares mais bem delimitadas, em alguns pontos do couro cabeludo, como na alopecia areata, e existem as mais difusas, que são mais comuns, em que a pessoa normalmente percebe excesso de fios soltos no travesseiro ou no ralo do banheiro.

Remédios para Queda de Cabelo: Ranking do Consumidor

 PRODUTONOTA MÉDIAVOTOSREVIEW
#1HairLoss Blocker8,91/10581btn-saiba-mais
#2Minoxidil7,74/101023btn-saiba-mais
#3Finasterida7,25/101084btn-saiba-mais

Estudos mostram que uma perda de até 150 a 200 fios por dia faz parte do ciclo capilar, porém, quando maior que isso, a queda deixa de ser fisiológica para ser anormal, e precisa ser avaliada.

O eflúvio telógeno pode acontecer em quem fez uma dieta restritiva, quem realizou cirurgia ou anestesia forte, quem está estressado e/ou com imunidade baixa, quem tomou determinadas vacinas, no pós-parto, devido a alterações na glândula tireoide, após a parada do uso de anticoncepcionais, etc.

PUBLICIDADE


Uma mudança na quantidade e no padrão de queda é um sinal que você deve procurar um especialista, a seguir cinco alertas para se ter atenção:

Não é normal perder uma grande quantidade de cabelos durante a noite, principalmente se notar o travesseiro repleto de fios de cabelo.

Se durante o banho, a quantidade de fios no ralo for muito maior do que a que costumava ser.

Se perceber que tem que dar mais voltas no elástico para fazer um rabo de cavalo, isso é sinal de que o cabelo está afinando.

Se ao ficar embaixo de uma luz muito forte, visualizar o couro cabeludo – que independente da quantidade de fios de cabelo, geralmente não fica à mostra.

Quando notar que a testa está aumentando, já que algumas doenças provocam perda de cabelo na parte frontal do couro cabeludo.

Artigo anteriorQueda de cabelo pós bariátrica
Próximo artigoQueda de cabelo e tireoide
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).