Qual o pior tipo de diabetes?

Pior tipo de diabetes

O pior tipo de diabetes é o diabetes não controlado, com altos níveis glicêmicos. Uma quantidade alta de glicose na corrente sanguínea é tóxica para o organismo, e acaba matando todas as células do corpo, inclusive as células beta do pâncreas.

PUBLICIDADE


Existem pessoas que têm diabetes tipo 2, por exemplo, e não se controlam com medicação oral, não fazem atividade física e não têm uma alimentação adequada, ou que nos dias em que comem mais doce tomam dois comprimidos ao invés de 1, o que não adianta, pois é necessário ter um equilíbrio.

Uma dieta adequada, com alimentação balanceada, e atividade física regular não são privilégios de quem diabetes, mas sim de quem quer ter uma vida saudável.

Não adianta a pessoa tomar remédio e comer descontroladamente (por exemplo, bolos e brigadeiros), pois o remédio não irá fazer efeito.

Diabetes demanda uma mudança de estilo de vida e de hábitos.

PUBLICIDADE


Benefícios da atividade física

A pessoa deve procurar uma atividade física que lhe dê prazer. Se a pessoa não gosta de ir à academia puxar ferro, pode caminhar, passear com o cachorro, fazer faxina, fazer jardinagem, fazer dança de salão, yoga, etc.

A atividade física vai dar mais disposição, ajudar a manter ou perder peso (pois haverá um consumo calórico), melhora a absorção da glicose no sangue pelas células do músculo e melhora a condição cardiorrespiratória.

A atividade física também melhora a ansiedade e a depressão, pois existem hormônios que são liberados pelo cérebro quando a pessoa faz atividade física, como a endorfina, que é o hormônio do prazer. Quem tem diabetes pode ter uma vida saudável.

Alimentação correta

A pessoa deve aprender a se alimentar corretamente, conhecendo os grupos alimentares e o próprio corpo.

O tratamento do diabetes é individualizado. Por exemplo, uma banana pode aumentar a glicose de uma pessoa de maneira diferente do que aumentaria em outra pessoa.

A pessoa deve aprender o que ela pode ou não pode comer, e quantidade certa daquilo que ela não pode comer muito, mas que tem prazer ou comer. A pessoa pode comer determinados alimentos desde que tenha a glicose (a glicemia) controlada.

Artigo anteriorVacina para diabetes
Próximo artigoCheck-up vascular para diabéticos
CRM: 124205. Doutorado em andamento em Endocrinologia e Metabologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Residência em Clínica Médica pelo Hospital Geral de Pedreira. Aperfeiçoamento em Medicina Tropical (Hanseníase) pela Universidade Federal de Alagoas (2006). Graduação em Medicina pela Universidad de Montemorelos (1997-2005). Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2013). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Carapicuíba (2013-atual). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Cotia (2007-2016). Médica do Programa Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Vargem Grande Paulista (2006-2007).