Prótese capilar

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Crescimento do cabelo embaixo da prótese capilar

Se o indivíduo não tiver cabelo, a cola fica sobre o couro cabeludo sem problema, contudo, se houver cabelo embaixo da prótese (no topo da cabeça), ele continua crescendo normalmente e é possível vê-lo após retirar a prótese e, durante a manutenção, antes de recoloca-la, é preciso rapar a cabeça.

Alguns têm receio de pôr prótese sobre o cabelo por acreditarem que, assim, ele morre. De qualquer modo, se o indivíduo for careca ou não tiver mais esperança de conseguir solucionar o assunto com tratamento, ela pode ajudar — mesmo que ainda exista cabelo na parte superior da cabeça.

O indivíduo pode sentir coceira no couro cabeludo, visto que, ao crescer, o fio se choca com a prótese e se inclina. Como se trata de coceira leve,  resolve-se com rápido toque, que movimenta o fio com a cola.

Prótese capilar de cabelo humano

Todo careca já pesquisou o que fazer para ter os cabelos de volta. Alguns deles já tentaram Finasterida, Minodixil e PRP (procedimento muito dolorido, pelo qual tiram sangue do paciente, o centrifugam e separam as células brancas das vermelhas para posterior aplicação das primeiras no couro cabeludo).

PUBLICIDADE


Depois de tudo isso, o indivíduo continuar careca reduz-lhe a autoestima. Uma possível solução é utilizar prótese de cabelo humano diretamente na cabeça.

Vantagens da prótese capilar

Não emite odores

A prótese não fede, porque se gruda com cola especial que impede crescimento, no local, de fungos e bactérias, que dão mau cheiro a qualquer parte do corpo.

Permite prática de atividades esportivas

A prótese permite que o usuário frequente normalmente academias e praias, pratique natação e lave o cabelo.

O maior medo das pessoas é que a peça caia, mas isso não ocorre por causa da cola especial que impede a retirada dela com um puxão, por exemplo.

Diferença entre prótese capilar e peruca

Diferentemente da peruca, que se retira e coloca várias vezes (antes de dormir e tomar banho, por exemplo), cola-se a prótese sobre o couro cabeludo e, com ela, podem-se realizar diversas atividades praticamente impossíveis com a peruca, como nadar, mergulhar, saltar de paraquedas, etc., porque ela não se desprende facilmente, mas por um sistema especificamente desenvolvido com esse fim.

Manutenção

A durabilidade da adesão da prótese – entre vinte e trinta dias – depende da pele de cada um. Para conservá-la, é preciso removê-la, lavá-la e colá-la novamente.

Durabilidade da prótese capilar

Os cabelos utilizados na confecção dessas peças são humanos, portanto têm longevidade específica e, de acordo com os cuidados, substituem-se entre seis meses e um ano.

Pentear os fios também influi na resistência delas, porque, à medida que se faz isso, eles soltam e caem e o indivíduo vai-se tornando calvo novamente.

Cabelos grisalhos

Para passar despercebido, esse acessório deve ter as mesmas peculiaridades dos cabelos que ainda restam na cabeça, até dos grisalhos. O corte do cabelo também ajuda nesse sentido. Por isso, há diferentes modelos de prótese capilar.

Próteses para homens e mulheres

Homens e mulheres podem usar esse artigo, que oferece vantagens em relação ao implante, que custa cerca de R$15.000,00 e requer uma área doadora.

É preciso personalizar as próteses capilares

Cada pessoa tem um formato de calvície pelo qual se define o da prótese capilar. Portanto, em vez de utilizar um padrão, é necessário moldar a cabeça do indivíduo.

Com base no visagismo, o profissional responsável por elaborar a prótese determina a cor da película de revestimento da peça pela cor da pele do cliente, e considera também o cabelo, visto que a prótese deve ser compatível com os fios ainda presentes na cabeça. Por isso é fundamental avaliar, por exemplo, a quantidade de cabelos brancos dele.

É possível a pessoa já ter uma prótese parcialmente pronta à sua disposição para usar mediante alguns ajustes, porém, se sofreu acidente e surgiu uma falha capilar específica, deve encomendar outra.

Confecção e manutenção da prótese capilar

Fixam-se os fios na prótese um a um, o que lhe confere aparência bastante natural. Tirá-la e recolocá-la leva cerca de trinta minutos.

Em intervalos de três a quatro semanas, basicamente uma vez por mês, faça manutenção da peça: troque a cola, que perde aderência, e recoloque-a.

Prótese para pacientes quimioterápicos

Para quem passou por quimioterapia e perdeu todos os cabelos a película das próteses capilares, que, diferentemente da peruca, é extremamente fina e imita a pele humana, deve envolver toda a cabeça.

Recolocação da prótese capilar

Ao recolocar a prótese, é preciso respeitar a implantação natural de cada um, porque a demarcação do crescimento do cabelo varia de um indivíduo para outro.

Aprovada pela ANVISA, essa cola especial deve aplicar-se em toda a borda da peça e secar-se com secador para se tornar transparente, antes de fixar a prótese.

Sensibilidade da película

Embora atue como segunda pele, a película da peça não impede a sensibilidade do couro cabeludo que sente, por exemplo, o contato da água. Além disso, ela evita a entrada de bactérias nele.

Preço

As peças, cujo preço pode variar de acordo com alguns aspectos relevantes, como expansão da região calva, quantidade de cabelo e comprimento dos fios, custam por volta de R$1.500,00.

Gel em prótese capilar

Pode-se aplicar gel moderadamente na prótese capilar, porque, quanto mais livres ficarem os cabelos, melhor será, visto que esse produto os faz ressecar ainda mais. Posteriormente os lave para removê-lo.

Como colocar prótese capilar

Comumente se faz esse procedimento em clínica especializada ou salão de cabeleireiro que trabalhe com esse artefato.

O profissional verifica a área calva, mais na frente ou atrás, e, então, determina a que é preciso trabalhar mais e o tipo de prótese.

Como não é barata, o indivíduo deve ter ciência de que, se fizer a aplicação sozinho, corre o risco de estragar a peça. Se errar o corte, por exemplo, não é possível recuperá-la.

Você até pode instalá-la sem ajuda, mas, se tiver a oportunidade de consultar um especialista, pelo menos na primeira vez, para saber como se faz essa operação, é mais interessante.

Fixação da prótese

Alguns comerciais de próteses capilares exibem pessoas mergulhando e praticando esportes em piscinas, o que, de fato, é perfeitamente possível.

O descolamento depende do estilo de vida de cada um, do volume de suor e do excesso de exposição à água, aliás, esta última razão com maior peso.

Assim, embora a maioria dos vendedores de prótese capilar negue, o excesso de água prejudica a adesão de e pode levar à percepção de leve descolamento. Esse problema é mais comum quando a cola já tem certo tempo de uso e está próximo o período de troca. Por fim, é diferente a fixação por fitas adesivas e por colas.

Em ambientes secos, a fixação da prótese capilar é mais intensa. Mesmo que alguém puxe o cabelo de uma, dificilmente ela se desprenderá, a não ser que a força exercida, principalmente na parte frontal, seja exagerada. Na verdade, a prótese fica tão firme sobre o couro cabeludo que puxá-la com força excessiva pode até machucá-lo.