Ovo engorda ou emagrece?

Consumir ovo engorda ou emagrece?

Colesterol

As pessoas sempre associam o consumo do ovo com o aumento do colesterol, e às vezes acabam tendo medo de engordar ou de ter problemas cardiovasculares por causa do consumo dele.

PUBLICIDADE


Muitas pessoas acham que o consumo de alimentos com colesterol necessariamente irá aumentar o colesterol endógeno (que é produzido dentro do corpo). Porém, isso não é necessariamente verdade.

Os seres humanos produzem o colesterol dentro do próprio organismo, e existe um certo ajuste: se a pessoa consome mais colesterol externo (vindo da deita), ela produz menos no organismo; se consome menos, ela produz mais para ter um equilíbrio, já que o colesterol é importante para várias funções do organismo, por exemplo para os hormônios sexuais.

Algumas pessoas têm algum problema genético e essa regulagem não ocorre tão corretamente. Nesses casos, consumir mais colesterol exógeno (da dieta) pode impactar e aumentar a produção. Cada caso deve ser avaliado individualmente.

Uma alternativa para acrescentar o ovo no dia-a-dia e obter a maioria dos benefícios sem ter essa preocupação é consumir somente a clara, pois ela tem 0 colesteróis e praticamente só tem albumina.

PUBLICIDADE


Como a gema do ovo impacta no colesterol, a Sociedade Brasileira de Cardiologia libera o consumo de uma gema por dia. Existem outros estudos que liberam até duas gemas (ou dois ovos inteiros) por dia.

Como a clara não tem colesterol, não existe um consenso sobre a quantidade máxima que pode ser consumida, é uma questão de bom senso.

Quantidade de calorias

Um ovo cozido tem 72 calorias, e, se a pessoa deseja perder peso, é uma boa opção para substituir uma carne ou frango. As claras do ovo cozido tem 34 calorias. Retirando a gema, a pessoa retira o colesterol e uma grande fonte de gorduras e fica só com a proteína que é interessante. Se a pessoa for substituir uma proteína, pode adicionar mais claras, por exemplo preparando um omelete de claras com verduras e legumes, que é mais interessante para complementar a alimentação.

Proteínas e saciedade

O ovo é uma fonte bem interessante de proteínas e proteínas completas. Ele tem todos os aminoácidos essenciais. Cada ovo tem cerca de 6g de proteína, uma quantidade relativamente interessante para o volume pequeno que ele tem.

Como contém proteína, ele ajuda na saciedade. Comendo uma omelete, com clara e gema ou somente com a clara, a pessoa já vai ter saciedade.

Alguns estudos dizem que quando a pessoa come ovo no café da manhã, ela consegue reduzir a quantidade de calorias do dia-a-dia, justamente por se manter mais saciada ao longo da manhã e chegar ao almoço com menos fome, o que ajuda no plano de emagrecimento.

Melhor forma de consumir ovo

A versão “mais pura” do ovo é o ovo cozido na água e com um pouco de sal. A partir do momento em que a pessoa adiciona outros ingredientes, a quantidade de calorias aumenta.

Portanto, a melhor opção para quem quer emagrecer é o ovo cozido ou a omelete de claras com vegetais pouco calóricos, como brócolis, couve-flor ou abobrinha, que podem ser picados, misturados e adicionados à omelete. A frigideira (antiaderente) pode ser untada com um pouco de azeite. O resultado é uma omelete com bastante fibras (por conta dos vegetais e hortaliças) e com poucas calorias.

A partir do momento que a pessoa adiciona gordura, ela “piora” o ovo. O ovo mexido ou omeletes com ovos inteiros, e ainda com adição de queijo e presunto, são mais complicados.

Perigo de salmonela

Antigamente, era comum as pessoas que malhavam comerem ovo cu ou adicionarem ovo cru na vitamina. Houve um problema em relação a isso por causa da contaminação de salmonela, uma bactéria patogênica que pode até matar por conta de diarreia. Hoje em dia, a incidência de salmonelose é muito baixa. Existe pouca salmonela nos viveiros de galinha, portanto essa preocupação já não existe muito.

A salmonela morre quando é aquecida. Se a pessoa deseja ficar 100% segura, basta cozinhar o ovo.

Consumo de ovo pós-treino

A clara do ovo é fonte de albumina (a única proteína que ela tem), que é uma proteína de alto valor biológico (100) e que já foi a melhor proteína existente. A clara do ovo é uma ótima fonte de proteína para ser consumida pós-treino.

A quantidade de proteína é relativamente pequena (6g por porção), mas basta ajustar a dose de acordo com as necessidades pós-treino.

Deve-se tomar cuidado com o efeito colateral do consumo de ovos, que é a produção de gases que ocorre caso a pessoa seja mais sensível.

Comer ovo à noite engorda?

Consumir ovo durante a noite não engorda se ele for preparado da maneira correta (cozido ou na forma de omelete com bastante verduras e legumes). Se a pessoa está buscando emagrecer, deve se preocupar em consumir menos calorias do que ela gasta: deve aumentar o gasto calórico, controlar a alimentação e aumentar o consumo de vegetais e hortaliças para diminuir o índice glicêmico no dia-a-dia e obter um melhor processo de emagrecimento.