Olguinha: benefícios e como usá-la

Olguinha: características

A olguinha (Tanacetum parthenium), também chamada de “margaridinha” ou “matricária”, é uma planta que se parece com o crisântemo (e é da mesma família do crisântemo), porém com flores menores, e tem um aroma muito parecido. Suas flores são cheirosas e as folhas fedorentas.

PUBLICIDADE


Suas flores são muito parecidas com as da camomila, mas ela tem as folhas diferentes. O uso medicinal dessa planta não é muito comum.

Benefícios da olguinha

Proteção do estômago

A olguinha é uma planta amarga, e suas folhas ou flores podem ser utilizadas para fazer um chá que é protetor do estômago – ele evita a formação de úlceras e ajuda a aliviar as dores das úlceras e a inflamação da gastrite.

Sistema digestivo

A olguinha combate todo tipo de desordem intestinal, como as diarreias, e o chá dela pode ser excelente para eliminar vermes intestinais.

Estimulante da menstruação

O chá da olguinha é bastante eficiente para casos de amenorreia (falta de menstruação).  Mulheres grávidas não devem tomar a olguinha pois, como ela facilita a menstruação, ela ajuda a expulsar o que está dentro do útero – ou seja, ela tem uma ação abortiva.

PUBLICIDADE


Ação analgésica e anti-inflamatória

A olguinha tem uma ação analgésica e anti-inflamatória, principalmente para casos de artrite e reumatismo. O chá da olguinha é muito eficiente em casos de dores musculares e articulares, tanto tomando uma xícara desse chá três vezes ao dia ou fazendo compressas e banhos.

Para fazer um chá “normal” da olguinha, utilize uma colher de planta picada para uma xicara de água, não mais do que isso.

Alívio de dores de cabeça e enxaquecas

As pesquisas demonstram que a olguinha tem uma excelente atividade contra enxaquecas e dores de cabeça. Pessoas que sofrem de dores de cabeça recorrentes ou de enxaqueca podem tomar o chá da planta.

Relaxante muscular

A olguinha é uma planta relaxante muscular. Pessoas que estão com tensão ou dores musculares, ao invés de tomarem medicamentos como o dorflex, podem tomar o chá da olguinha.

Em dores musculares por conta de esforço físico, há também um processo inflamatório. Como ela é analgésica e anti-inflamatória, ela ajuda nesses casos.

Ação anti-histamínica

O chá da olguinha é muito eficiente como anti-histamínico, combatendo a rinite alérgica, bronquite alérgica, alergias nos olhos, processos alérgicos por causa da alimentação e outros tipos de alergias.

Ação antitrombótica

A olguinha tem uma excelente ação antitrombótica. Ela evita que as plaquetas do sangue se reúnam e formem coágulos (conhecidos como “sangue pisado”) dentro das veias, que começam a entupir. Esse processo de entupimento pelos coágulos é chamado de “trombose”.

Ação antitumoral

Em vários exames que foram feitos, a olguinha demonstrou uma atividade antitumoral. Ela pode ser utilizada por pessoas que estão passando por processos de quimioterapia ou radioterapia como coadjuvante no tratamento do câncer.

Alívio de desconfortos do pós-parto

Em mulheres que tiveram bebê há pouco tempo, e que ainda sentem dores e desarranjos, o banho de assento com o chá de olguinha ou lavar a região abdominal com a olguinha para aliviar esses desconfortos do pós-parto.

Picadas de insetos

Aplicada localmente sobre a pele, a olguinha tem a ação de aliviar os sintomas das picadas de insetos. Como ela é anti-histamínica e anti-inflamatória, em casos de picadas de abelha ou picadas de formiga em crianças alérgicas, por exemplo, ela pode aliviar os efeitos dessas picadas.

Nesses casos, pode-se fazer um sumo com a planta ou macerar ela em água e lavar a área que foi afetada, ou encharcar um algodão com o suco da olguinha, prender com uma bandagem sobre a área e deixar durante um tempo.

Tratamento da psoríase

Pessoas que têm psoríase, uma doença de pele, podem lavar as áreas que manifestam a psoríase com o chá de olguinha. Ela tem uma ação muito benéfica nesses casos.

Proteção contra raios ultravioletas

A olguniha tem uma ação protetora contra os raios ultravioleta. Os raios ultravioletas são emitidos pelo sol e têm duas frequências diferentes: UVA e UVB. São ondas que vêm junto com a luz solar e que, quando penetram na pele, causam degradação e morte das células da pele – por isso as pessoas “descamam” depois que se queimam demais. A ardência que a pessoa sente é esse processo de morte das células, pois é efetivamente uma queimadura.

Os raios ultravioletas também entram no núcleo da célula de pele e causam mutações do DNA. Disso, muitas vezes, resulta o câncer de pele.

A olguinha previne tanto as queimaduras solares quanto o câncer de pele. Para utilizá-la dessa forma, é possível fazer uma loção com a olguinha, ou fazer um chá com ela e misturar com cremes ou óleos de amêndoas.

Ação fungicida e bactericida

A olguinha tem uma ação fungicida e bactericida. A olguinha é muito eficiente para lavar feridas e combater frieiras, “sapinho” nas crianças, candidíase e micoses de modo geral, eliminando os fungos e as bactérias.