O que causa celulite

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Como a celulite é formada

Uma combinação de fatores, como ambiente e estado emocional, interfere no desenvolvimento da celulite que, decorrente de inflamação, embora ocorra em homens também, acomete principalmente as mulheres.

Na pele com celulite, a gordura pressiona as células e compromete a irrigação sanguínea e a varredura do lixo metabólico, fisiologia de extravasamento de material celular. Nesse estado, o tecido inflama e favorece o acúmulo de água, porque, em processo inflamatório, o corpo ativa células de defesa, o que culmina em edema. Assim, as trabéculas de colágeno e elastina, que, em pele lisa, são flexíveis, tornam-se rígidas em virtude da acidificação do meio, provocada pela inflamação; altera-se o pH, repuxa-se o tecido para baixo e surge o aspecto de casca de laranja.

A celulite agrava-se pelo excesso de gordura. Na impossibilidade de irrigar o meio com sangue rico em nutrientes, a região não desinflama nem melhora a aparência da pele.

Mulheres magras com celulite

Uma das razões de mulheres magras apresentarem celulite é a genética, além de muitas delas não praticarem atividades físicas, não se alimentarem adequadamente e viverem em espaços tóxicos, situações em que a pele inflama mesmo com pouco tecido gorduroso. Em outros casos, elas têm circulação sanguínea deficiente (a nutrição do sangue depende do que se ingere).

PUBLICIDADE


Fatores que podem causar ou agravar a celulite

Produtos industrializados

Entre os agentes da celulite estão os produtos industrializados, ou seja, alimentos com corantes e conservantes.

É preciso precaver-se contra alimentos rotulados como diet ou light e saber avaliar-lhes os ingredientes, e não só a quantidade de carboidratos e de calorias, que também pode ser nocivas. Desse modo, por exemplo, um abacate e um achocolatado em caixinha podem ter a mesma carga calórica, mas surtir efeitos completamente diferentes no corpo.

Alimentos industrializados contêm os chamados xenobióticos, aditivos que, não reconhecidos pelo organismo, não conseguem encaixar-se em nenhum dos receptores das células. Quando o fazem, transformam-se em disruptores endócrinos e atrapalham o funcionamento das glândulas, entre outros malefícios.

Sobrepeso e obesidade

Um pouco de gordura corporal a mais é suficiente para o sobrepeso e a produção de citocinas, substâncias inflamatórias.

Peito de peru

Tido como saudável, o peito de peru também é prejudicial, a não ser que se consuma equilibrada e moderadamente, dentro da parcela de alimentos que desinflamam o organismo.

Bebidas inflamatórias

Além do álcool, altamente inflamatório, os refrigerantes, pela presença de corantes e adoçantes, também o são.

Frituras

Alimentos fritos em gordura também se devem excluir.

Doces

Os doces têm carboidratos de elevado índice glicêmico.

Anticoncepcionais

As pílulas anticoncepcionais comprometem a circulação sanguínea, por isso, solicite a seu médico um método contraceptivo alternativo que não à base de hormônios.

Alimentos com agrotóxicos

Está cada vez mais difícil comprovar a autenticidade orgânica de alimentos com essa classificação. Os que entram em contato com agrotóxicos trazem para o organismo toxinas que o fígado e os rins precisam eliminar, mas a passagem delas por eles tende a inflamá-los.

Sal em excesso

O sal em excesso acarreta retenção hídrica, que, por sua vez, leva à inflamação.

Café em excesso

Algumas pessoas tomam café e ainda consomem suplementos de cafeína que, em excesso desidrata o corpo.

Poluição

Grandes cidades, como São Paulo, principalmente no inverno, apresentam ar muito poluído, repleto de toxinas.

Pães e massas

Assim como os doces, os pães e as massas ampliam bastante o nível de glicose no sangue.

Leite

O leite é extremamente inflamatório.

Chocolate

Quanto mais cacau, maior a quantidade de antioxidantes, porém, como também há gordura neles, acautele-se com os chocolates.

Atum

O atum em água é rico em sódio e mercúrio, logo opte pelo conservado em óleo, que deve escorrer antes de comer. Não adicione azeite.

Sucos de caixinha

Os sucos comercializados em caixinhas são ricos em frutose, que é inflamatória.

Uso de conservantes

A água de coco preservada com ácido ascórbico tem sabor distinto da natural. Leia os rótulos e duvide de certas informações, como a suposta ausência de conservantes.

Sedentarismo

O sedentarismo compromete a circulação sanguínea e reduz o gasto calórico.

Estresse

Mesmo com boa alimentação e prática regular de atividades físicas, o estresse, no seio familiar ou no trabalho, também influencia no surgimento da celulite porque faz aumentar o cortisol, hormônio que desregula a saúde intestinal.

Alimentos que ajudam a tratar a celulite

Chás

Com relação aos chás, algumas sugestões são o verde, o mate, o preto, o de cavalinha (diurético) e o de hibisco, todos anti-inflamatórios.  Como é fitoterapia, ou seja, considerado como medicamento, tome cuidado com as dosagens. O recomendável é beber três xícaras diárias espaçadamente, considerando uma colher de sopa de chá para cada 500 ml de água. Muitas vezes, o preparo e o consumo vêm indicados no rótulo do produto.

Experimente também combinações de ervas, como hibisco com chá verde.

Água e sucos

Os sucos naturais podem ser tanto benéficos quanto lesivos (os melhores são os verdes e o de uva) em razão da elevada quantidade de frutose, que também faz crescer as taxas de glicose e insulina. Embora tenha nutrientes importantes, reduza a ingestão deles e não se esqueça da água.

Técnica com exercícios combinados

A pele com celulite tem células comprimidas por gordura. Uma vez que o sangue esteja bem nutrido com substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias, é essencial promover mais perfusão sanguínea naquela região.

Praticar atividades físicas com calças que aquecem as pernas ajuda, mas há uma técnica específica para a vasodilatação e é possível aplicá-la a exercícios combinados de salto e passada, que aumentam a temperatura e a vasodilatação e permitem, com sangue nutrido, a irrigação das áreas.

No terceiro exercício, que traz o efeito pump à musculatura, faz-se uma extensão da coxa. Senta-se numa cadeira com uma caneleira especial com pesos que se levantam com as pernas.

O objetivo dessa série é fadigar o músculo. Um educador físico deve orientar a melhor combinação para cada um para não haver risco de lesão.

Homens sem celulite

A probabilidade de os homens apresentarem celulite é menor porque, nas mulheres, as traves de colágeno ficam na vertical, e neles, atravessadas, em diagonal.

Artigo anteriorMicroagulhamento para celulite
Próximo artigoO que é celulite
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).