Mulher pode tomar finasterida?

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Finasterida: mulher pode tomar?

Algumas mulheres necessitam fazer o uso de finasterida para combater a calvície feminina, que é mediada por hormônios e deixa os cabelos ralos.

hairloss-blocker-recupera-88-cabelo

Finasterida e gravidez

Não se deve fazer uso de nenhuma medicação por conta própria, somente com acompanhamento médico. Se utilizar finasterida, a mulher deve fazer exames, verificando a questão hepática, e não pode engravidar, pois há risco potencial de anomalias na genitália do feto caso engravide tomando finasterida, por isso, se estiver em idade fértil, a mulher deve tomar anticoncepcional durante o uso da finasterida. Já as pós-menopausadas precisam realizar apenas acompanhamento médico hepático.

Remédios para Queda de Cabelo: Ranking do Consumidor

 PRODUTONOTA MÉDIAVOTOSREVIEW
#1HairLoss Blocker8,91/10581btn-saiba-mais
#2Minoxidil7,74/101023btn-saiba-mais
#3Finasterida7,25/101084btn-saiba-mais
Artigo anteriorMitos e verdades sobre os cabelos
Próximo artigoMulher tem calvície?
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).