Microagulhamento para queda de cabelo

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Recuperação dos cabelos após queda

50% das brasileiras têm queixa em relação à queda de cabelos. O começo do incômodo é percebido no banho ou quando acordam, vendo a quantidade de cabelos soltos no ralo ou no travesseiro, porém, sem verificar que novos fios estão crescendo na mesma proporção.

hairloss-blocker-recupera-88-cabelo

Muitas mulheres tentam disfarçar a queda capilar, e para isso usam chapéus, bonés, lenços, novos penteados e perucas para saírem de casa.

Remédios para Queda de Cabelo: Ranking do Consumidor

 PRODUTONOTA MÉDIAVOTOSREVIEW
#1HairLoss Blocker8,91/10581btn-saiba-mais
#2Minoxidil7,74/101023btn-saiba-mais
#3Finasterida7,25/101084btn-saiba-mais

A queda de cabelo pode ter relação com doenças autoimunes, além do fluxo menstrual, má alimentação, tabagismo, dietas restritivas e até cuidados inadequados com o cabelo.

Hoje é possível fortalecer os fios por meio do microagulhamento capilar, que consiste no uso de um moderno aparelho para fazer microfuros na pele, estimulando as células da papila dérmica (células-tronco), e unindo ativos responsáveis pelo crescimento e permanência dos fios.

PUBLICIDADE


A técnica é realizada com comodidade em consultório e dispensa qualquer tipo de anestesia. Após criteriosa avaliação médica indica-se se a pessoa está apta para começar o tratamento.

Artigo anteriorMicose do couro cabeludo
Próximo artigoMitos e verdades sobre a caspa
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).