Mentruz: benefícios e como usá-lo

Mentruz: características

O mentruz (Coronopus didymus), também conhecido como “mastruço” (além de outros nomes populares pelo Brasil), é uma planta rasteira, que nasce se arrastando sobre o solo, formando touceiras bem densas em alguns lugares.

PUBLICIDADE


É uma planta invasora de pastos e terrenos baldios, comum de ser encontrada. Ela pode ser identificada por suas inflorescências, que formam pequenos cachos de “bolinhas”, e suas folhas bem recortadas. Ela tem um cheiro forte, não muito agradável. Em alguns lugares, o mentruz é utilizado como planta alimentícia em saladas e refogados.

Uso externo do mentruz

O mentruz é muito conhecido para uso externo. Em alguns lugares, ele é chamado popularmente de “cola osso”.

Pode-se fazer um chá bem forte da planta, molhar um pano nesse chá e fazer compressas sobre a área que a pessoa precisa tratar. Ela é muito utilizada em casos de contusões, luxações, ferimentos e quebraduras (quando se fratura um osso). As pessoas colocam bastante mentruz dentro de um vidro, cobrem de álcool, tampam e vão passando esse álcool na parte que está machucada ou fraturada.

Ela é muito reputada no Brasil inteiro, no uso popular, para casos de dores reumáticas, dores articulares e dores musculares.

PUBLICIDADE


Quando a pessoa tem algum tipo de lesão óssea, pode-se utilizar a planta na forma de compressa para aliviar as dores e acelerar o processo de cicatrização e regeneração.

Benefícios do mentruz

Depurativo do sangue

O mentruz é depurativo do sangue, e pode ajudar a purificar o sangue de alguma maneira (retirando toxinas, ácido úrico, etc.), por exemplo em casos de infecções e acne.

Sistema respiratório

O mentruz atua no sistema respiratório. Em muitos lugares, principalmente no Nordeste, é feito o xarope ou lambedor (um xarope mais denso para a criança lamber na colher) com essa planta, para problemas de gripe, bronquite, resfriado, tosse, etc.

Estimulante digestivo

A planta é conhecida como um estimulante digestivo. Pessoas que têm dificuldade de digestão podem tomar o chá dessa planta ou inclui-la na alimentação. Os brotos mais tenros dela (as ponteiras) podem ser utilizados como salada ou refogado, servindo como alternativa para trabalhar problemas estomacais (como dispepsia e a formação de gases).

Estimulante do fígado

O mentruz é estimulante do fígado. Em muitos lugares, ele é colocado para curtir dentro da garrafa de cachaça (como é feito com a carqueja ou com outras plantas). Assim, a pessoa toma a cachaça com o mastruz como estimulante do fígado para evitar as reações do consumo de álcool.