Laranja: Benefícios e Como Usá-la

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Laranja: benefícios e como usá-la

A laranja (Citrus sinensis L. Osbeck) é uma das frutas mais consumidas e produzidas no mundo inteiro. Existem milhares de hectares de laranjais no Brasil, nos Estados Unidos e em todo o mundo, principalmente para a produção de suco de laranja.

citrus-sinensis
Citrus sinensis.

É uma planta muito conhecida, originária da Ásia (China e Índia). Existem variedades dela, como laranja-da-terra, laranja-lima, laranja-vermelha, toranja (em inglês chamada de grapefruit), laranja-kinkan (bem pequena), mexerica, entre outras produzidas a partir do cruzamento entre diferentes espécies.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt

Toxidade da laranja

Tanto o suco como o doce feito com laranja podem ser consumidos sem problemas.

A parte com mais propriedades medicinais da laranja é a casca, e o extrato feito a partir dela, se consumido em excesso, pode trazer toxidade tanto para os rins quanto para o fígado. Por isso, ela deve ser consumida em doses controladas.

PUBLICIDADE


Para fazer chá utilize uma colher de sobremesa da casca de laranja para cada xícara de água.

Como as cascas da laranja inibem o funcionamento da glândula tireoide, quem tem hipotireoidismo não deve consumir os extratos dela.

A casca da laranja, assim como a do limão, tem furucumarinas, substâncias que podem sensibilizar a pele e, em contato com raios ultravioleta, causar queimaduras e manchas de pele. Ao manipular (espremer ou descascar) a laranja, deve-se lavar muito bem as mãos com sabão para evitar problemas no contato com o sol.

Benefícios da laranja

Ação antioxidante

A casca da laranja, assim como a de muitos outros cítricos, foi testada na Nigéria e exerce importante ação antioxidante, ou seja, combate radicais livres no organismo, substâncias que podem causar, por exemplo, envelhecimento precoce, piorar doenças crônicas e inflamações, e até ocasionar mutações genéticas e levar ao desenvolvimento do câncer.

Na Argélia, as folhas da laranjeira foram testadas e os resultados foram muito parecidos aos do estudo citado anteriormente.

Ação fungicida

Testados em uma pesquisa na Espanha, os óleos essenciais produzidos a partir da casca da laranja – produzidos em laboratório, muito purificados e concentrados, não é o extrato preparado triturando a casca da laranja – tiveram excelente ação fungicida.

O extrato da casca da laranja também tem ação fungicida, pois contém óleos essenciais, porém, com uma maior concentração deles, há maior eficiência.

Controle da diabetes

Na Índia, o extrato feito com a casca da laranja foi testado em animais diabéticos. Eles foram tratados com uma dose única, baixa – 25mg por quilo de peso –, e taxa glicêmica deles melhorou.

Em outra pesquisa indiana, foi feito um pó com as sementes da laranja que reduziu a glicação da hemoglobina, molécula que está dentro das células sanguíneas, e é responsável por carrear o oxigênio. Quando a pessoa tem um índice glicêmico muito alto, a hemoglobina se associa com moléculas de açúcar ao invés do oxigênio.

Um dos exames realizados para a diabetes é o da hemoglobina glicosada (ou glicada) – hemoglobina associada com açúcares.

Quando a pessoa consome o pó feito a partir das sementes da laranja, há uma redução significativa no índice da hemoglobina glicosada, o que melhora o perfil glicêmico.

Em um estudo feito na Nigéria, o extrato feito com a casca da laranja inibiu parcialmente a atividade das enzimas amilase e glicosidase, que quebram açúcares grandes e amidos, facilitando a absorção deles pelo organismo.

Quando essas enzimas são inibidas, a absorção de açúcares é muito menor, o que inibe, por exemplo, a hiperglicemia pós-prandial e ajuda a controlar as taxas glicêmicas.

Em outro estudo nigeriano, um extrato das folhas da laranjeira controlou de maneira eficiente o perfil glicêmico de cobaias.

Para fazer o extrato da casca ou da folha da laranjeira, pegue uma pequena porção de cascas ou de folhas da laranja, triture bem. Adicione álcool de cereais o suficiente para cobrir a mistura, e deixe-a repousar por alguns dias. Coe o álcool, depois disso, ele estará com uma cor vívida.

Pingue 10 gotas dele em um copo com água e tome-o ao longo do dia. Com isso é possível controlar a glicose com facilidade em pessoas com índice glicêmico até 150mg/dl, se entre 300 a 400mg/dl pingue até 20 gotas.

Controle da colite ulcerativa

Colite ulcerativa é uma inflamação do intestino grosso que forma feridas. Na Índia, foi testada uma receita tradicional que usa casca de laranja e raiz da árvore moringa para combater a colite ulcerativa. O efeito foi o mesmo da prednisolona, medicamento comercial utilizado nesses casos.

Controle da tireoide

O hipertireoidismo é o excesso da produção de hormônios T3 e T4 pela tireoide, que precisa ser controlada.

Num estudo, o extrato feito a partir da casca da laranja reduziu cerca de 43% da produção de T3 e 28% da de T4 pela tireoide.

Em um estudo indiano, cascas de laranja, de romã e de banana foram secas, trituradas até formarem um pó, misturadas, e o produto final foi eficiente em controlar tanto o funcionamento da tireoide quanto a obesidade.

Controle da pressão arterial

O extrato feito com a casca da laranja inibe em até 90% a ação da angiotensina, substância produzida pelo corpo que contrai os vasos sanguíneos – que quanto mais fechados, mais pressão o sangue precisa para fluir por eles.

Com a inibição da angiotensina, os vasos relaxam e é necessário menor pressão para o sangue circular, assim, combate-se a hipertensão arterial.

Ação sedativa

Um estudo no México utilizou flores da laranjeira em um teste, e constatou-se que elas facilitam o sono.

O chá de flor-de-laranjeira pode ser excelente para quem está estressado ou com insônia.

Muitas pessoas utilizam a flor-de-laranjeira para tratar problemas respiratórios, como bronquite, asma, gripes e resfriados, porém, não foram encontradas pesquisas que corroborassem esse uso.

Tratamento de doenças degenerativas cerebrais

Extratos feitos com a casca da laranja inibem a acetilcolinesterase, enzima que retira a acetilcolina do cérebro.

A acetilcolina é um hormônio importante para o cérebro, e melhora o aprendizado, o funcionamento da memória e evita problemas como Alzheimer, esclerose múltipla e outras doenças degenerativas.

Quando se consome os extratos feitos com a casca de laranja, a acetilcolinesterase interrompe a retirada da acetilcolina do cérebro, o que melhora a saúde cerebral, prevenindo e auxiliando no tratamento de doenças como o Alzheimer.

Tratamento do câncer

As polimetoxiflavonas, substâncias encontradas na casca da laranja e da tangerina, foram testadas em vários experimentos e exerceram importante ação antitumoral.

Nos Estados Unidos, células de câncer de pulmão humano foram cultivadas em laboratório e tratadas com as polimetoxiflavonas. O resultado foi excelente, inibindo o desenvolvimento dessas células e conduzindo elas a apoptose (morte espontânea).

Em outro estudo americano, as polimetoxiflavonas foram testadas contra o câncer de mama, e também levaram as células cancerosas a apoptose.

Esses estudos demonstram que o uso dos extratos da casca da laranja pode ser um excelente medicamento para evitar o câncer, e é um tratamento complementar natural e de fácil acesso para quem tem câncer.

PUBLICIDADE