Japecanga: benefícios e como usá-la

Japecanga: características

A japecanga (Smilax japecanga) é uma planta medicinal pouco conhecida. Existem outras plantas do grupo da japecanga, também chamada de “salsa parrilha”, inclusive no Brasil, mas essa talvez seja a mais comum.

PUBLICIDADE


Ela tem flores bem pequenas e folhas parecidas com as do guaco, mas com um caule um pouco mais rígido, mais ramificado e com pequenos espinhos na base das folhas. Ela cresce, por exemplo, em bordas de mata.

A japecanga é utilizada milenarmente pelos índios da América do Sul. Quando os colonizadores europeus chegaram à América do Sul, encontraram a japecanga sendo utilizada como tônico, como fortificante, entre outros usos. Por conta da funcionalidade dela, levaram para a Europa, onde ela, durante muito tempo, utilizada como planta medicinal tônica, fortificante e depurativa do sangue.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt

Benefícios da japecanga

Impotência sexual

A japecanga tem uma reputação muito grande como uma planta que auxilia na questão da impotência sexual. Homens que têm impotência sexual podem encontrar um apoio natural ao seu tratamento da impotência sexual na japecanga, assim como em outras plantas, como a catuaba e o ginseng, que também são tônicas e forticantes e que vão auxiliar no sistema reprodutor masculino.

Tratamento de doenças sexualmente transmissíveis

A japecanga é reconhecida internacionalmente por atuar em doenças sexualmente transmissíveis, principalmente a sífilis. Em uma pesquisa na China, feita com portadores de sífilis, ela proporcionou a cura de 90% dos casos.

PUBLICIDADE


Ela também pode ser utilizada em casos de gonorreia e de outras doenças sexualmente transmissíveis.

Nesses casos, ela pode ser utilizada como compressa sobre a área genital, ou na forma de chá como antibiótico.

Tratamento de doenças degenerativas da pele

Desde 1959, a japecanga é reconhecida como uma planta auxiliar no tratamento de doenças degenerativas da pele, como a lepra (ou hanseníase). Ela pode ser utilizada na forma de compressas, emplastros ou tomando o chá como antibiótico.

PUBLICIDADE