Insônia: O Que Fazer? – Problemas com Insônia

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Insônia: o que fazer para dormir

Funções e benefícios do sono

Durante o sono o corpo passa por diferentes etapas que possuem características fisiológicas, neuroquímicas e metabólicas distintas.

Existem duas fases principais do sono, a REM (que significa rapid eyes movement, ou seja, movimento rápido dos olhos) e a não-REM, que se alternam geralmente de 4 a 6 vezes, intervaladas em 90 minutos.

Na primeira, a atividade neural ocorre de maneira mais rápida, há maior relaxamento do corpo e, muitas vezes, a pessoa realiza movimentos oculares rápidos, mesmo estando de olhos fechados. Também é nessa fase que as pessoas sonham.

Quando a pessoa acaba de pegar no sono, ela entra na fase não-REM, na qual a atividade neural é mais lenta. Conforme o sono se aprofunda, a atividade neural se modifica, até que se inicia a REM.

PUBLICIDADE


O sono é importante na regulação de muitas funções biológicas e psicológicas, por exemplo, ele ajuda a regular as substâncias químicas do cérebro, a massa corpórea, e pode impactar consideravelmente no funcionamento do sistema imunológico e de processos cognitivos, como raciocínio, capacidade de concentração e de percepção.

De acordo com pesquisas, o sono é fundamental para o processo de consolidação das memórias – ou seja, para que elas se tornem mais estáveis e menos distorcíveis.

Quando se passa uma noite em claro tentando estudar para uma prova, e alguns dias depois nota-se que não se lembra tão bem daquilo que estudou, há o efeito da privação do sono na consolidação das memórias, algo muito comum entre estudantes, porém, alguns vivem essa dificuldade com muita frequência.

o-que-fazer-para-dormir-quando-se-tem-insonia

Cerca de 1/3 da população mundial vive com frequência a insônia, transtorno do sono caracterizado pela dificuldade em iniciar o sono e mantê-lo, cujos resultados são negativos no funcionamento biológico, psicológico e social da pessoa.

Causas da insônia

A insônia pode ser causada por muitos fatores, tanto por predisposições genéticas, quanto por condições ambientais, aspectos cognitivos. Além disso, transtornos mentais e condições médicas, tais como apneia do sono ou narcolepsia, podem influir na insônia.

Insônia primária

A insônia primária é uma das mais comuns entre jovens e adultos, na qual nem transtornos mentais, condições médicas ou abuso de drogas são responsáveis.

Quem tem insônia primária se deita e fica pensando sem parar em problemas ou em algum assunto, e isso pode gerar um estado fisiológico de agitação incompatível com o relaxamento necessário para dormir.

Tratamentos para insônia

Anos de pesquisa e prática clínica na psicologia e medicina resultaram em grande quantidade de conhecimento sobre a insônia e como tratá-la. Se as causas dela forem devido à condições médicas, o tratamento pode envolver o uso de medicamentos e mudança de hábitos. A prática de atividades físicas, manter regularidade no horário para dormir e fazê-lo em um ambiente agradável, pouco iluminado e arejado, além de somente deitar-se na cama na hora de dormir, diminuem a chance de insônia.

Técnicas no âmbito da terapia cognitivo-comportamental têm se mostrado promissoras para aumentar as chances de dormir bem.

Artigo anteriorComo Acabar com a Insônia? Tratamento da Insônia Crônica
Próximo artigoShampoo para Queda de Cabelo: Qual o Melhor?
CRM: 70468. Residência médica em Otorrinolaringologia pelo Hospital Universitário Getúlio Vargas (2011-2014). Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas (2004-2010). Especialização em Fellowship em Cirurgia Otorrinolaringológica pelo Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (2014-2015). Médica Otorrinolaringologista do Hospital Adventista de Manaus (2015-atual). Médica Otorrinolaringologista da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (2016-atual). Médica Otorrinolaringologista do Hospital Universitário Getúlio Vargas (2016-atual). Médica da Estratégia de Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Iranduba (2010-2011). Médica da Estratégia de Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Itacoatiara (2010).