Insônia e obesidade

Obesidade e insônia

A insônia pode ser inicial, quando a pessoa tem dificuldade para começar o sono; pode fazer com que a pessoa acorde algumas vezes durante a noite; ou fazer com que ela acorde mais cedo, por volta das 4:00 ou 5:00, e não consiga voltar a dormir.

PUBLICIDADE


Quem tem insônia tem desequilíbrio de três hormônios: leptina (diminuída), grelina (aumentada) e serotonina (diminuída).

O decréscimo da leptina é responsável pela diminuição da saciedade, logo, o paciente tem mais fome durante o dia, mesmo sem ter necessidade de comer (não é uma fome fisiológica). Assim, ele ingere maior quantidade de calorias e fica propenso a ganhar peso.

O aumento da grelina (o hormônio da fome) estimula o paciente a comer mais e influencia diretamente no ganho de peso dele, que acorda com uma sensação de maior cansaço e assim tende a queimar menos calorias, pois terá menor disposição para fazer as atividades.

A diminuição da serotonina diminui a sensação de prazer do indivíduo e aumenta a de cansaço, favorecendo a obesidade.

PUBLICIDADE


A associação desses três hormônios desregulados pela insônia facilita que o paciente engorde.

É importante buscar tratamento, seja com psiquiatra ou neurologista, para que a insônia não gere problemas futuros, como obesidade, aumento da pressão arterial e diabetes, que são consequências do ganho de peso.

Artigo anteriorQuiabo
Próximo artigoAlimentos que causam hipertensão arterial
CRM: 70468. Residência médica em Otorrinolaringologia pelo Hospital Universitário Getúlio Vargas (2011-2014). Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas (2004-2010). Especialização em Fellowship em Cirurgia Otorrinolaringológica pelo Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (2014-2015). Médica Otorrinolaringologista do Hospital Adventista de Manaus (2015-atual). Médica Otorrinolaringologista da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (2016-atual). Médica Otorrinolaringologista do Hospital Universitário Getúlio Vargas (2016-atual). Médica da Estratégia de Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Iranduba (2010-2011). Médica da Estratégia de Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Itacoatiara (2010).