Hiperinsulinemia

Hiperinsulinemia e diabetes

A hiperinsulinemia significa que a quantidade de insulina no sangue é maior do que o considerado normal entre as pessoas que não têm diabetes. Sozinha, a hiperinsulinemia não é diabetes, mas está frequentemente associada com o diabetes tipo 2.

PUBLICIDADE


A insulina é produzida pelo pâncreas, e ajuda a regular os níveis de glicose no sangue. A hiperinsulinemia é um sinal de que alguma coisa está errada nesse processo.

Causas da hiperinsulinemia

A resistência à insulina, fenômeno que ocorre quando a insulina produzida pelo pâncreas não desempenha o papel dela corretamente, é a principal causa de hiperinsulinemia – o pâncreas passa a produzir uma quantidade maior de insulina para compensar o mal funcionamento dela. A resistência à insulina desse tipo pode levar ao desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Em casos mais raros, hiperinsulinemia pode ser causada por um tumor das células produtoras de insulina do pâncreas, conhecido como insulinoma.

Ela também pode ser causada por um aumento do número de células produtoras de insulina no pâncreas.

PUBLICIDADE


Fatores de risco

As pessoas que têm maior risco de desenvolver a hiperinsulinemia são aquelas que apresentam elevados níveis de triglicerídeos, elevados níveis de ácido úrico, aterosclerose (ou seja, endurecimento das artérias), estão com sobrepeso ou obesidade, ou hipertensão.

Sintomas

A hiperinsulinemia geralmente não apresenta sinais ou sintomas, exceto em pessoas com insulinoma, que podem frequentemente apresentar crises de hipoglicemia.

Tratamento

O tratamento da hiperinsulinemia é dirigido para combater as suas causas, normalmente com o uso de medicações para diabetes que diminuem a resistência à insulina, e também através de mudança de estilo de vida, com a adoção de hábitos saudáveis, com uma alimentação balanceada e atividade física regular.

Artigo anteriorHiperglicemia na gravidez
Próximo artigoHipoglicemia reativa
CRM: 124205. Doutorado em andamento em Endocrinologia e Metabologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Residência em Clínica Médica pelo Hospital Geral de Pedreira. Aperfeiçoamento em Medicina Tropical (Hanseníase) pela Universidade Federal de Alagoas (2006). Graduação em Medicina pela Universidad de Montemorelos (1997-2005). Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2013). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Carapicuíba (2013-atual). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Cotia (2007-2016). Médica do Programa Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Vargem Grande Paulista (2006-2007).