Grávida pode tomar colágeno?

Cuidados da mulher grávida com relação ao colágeno

Como o colágeno é uma proteína estrutural, à medida em que o feto cresce ele também o utiliza.

PUBLICIDADE


Cuidados durante a gravidez são muito importantes, mas a mulher deve tomá-los antes: comer alimentos adequados, não se expor demais ao sol, praticar atividade física não estressante demais (inclusive para o feto), evitar fumar (fundamental) e não beber demais.

Analisa-se o estado de saúde da gestante para detectar se estão bem as funções cardíacas e as de síntese proteica e se os exames laboratoriais comuns estão propícios, ou seja, se ela não tem sintomas.

Benefícios do colágeno para mulheres grávidas

Grávidas têm facilidade para desenvolver estrias, relacionadas ao aumento de peso, e podem usar colágeno desde que tópico, ou seja, passado sobre a pele, porque devem evitar substâncias injetáveis.

O colágeno, com outros hidratantes, ajuda a melhorar o aspecto da pele. Trata-se de proteína importante para sustentá-la, porém, por ser uma molécula grande, ainda há dúvidas sobre a porcentagem de absorção. O que se sabe é que a função que desempenha, embora não tão significativa, se vincula à hidratação.

PUBLICIDADE


Artigo anteriorEsteroides anabolizantes
Próximo artigoMedicina antienvelhecimento
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).