Glicose alta

Níveis de glicose no sangue

Quando a glicose no sangue está alta, pode-se dizer que algo está errado com a saúde da pessoa, e pode ser diabetes ou até mesmo pré-diabetes.

PUBLICIDADE


Indivíduos que não têm diabetes devem apresentar, em jejum, níveis glicêmicos abaixo de 99mg/dL de sangue, e até duras horas após uma refeição, menores que 140mg/dL.

Valores entre 99 e 126mg/dL de sangue em jejum, e entre 140 e 200mg/dL após uma refeição, são considerados pré-diabetes.

Valores acima de 126mg/dL em jejum e acima de 200mg/dL duas horas após uma refeição são considerados diabetes.

Complicações causadas pelo aumento da glicose

A glicose alta vai promover um aumento da oxidação celular através do aumento da produção de radicais livres, que, em níveis considerados normais, não são prejudiciais à saúde, mas em excesso essas moléculas podem ser tóxicas ao organismo.

PUBLICIDADE


Os radicais livres podem contribuir para o surgimento de alguns problemas de saúde como enfraquecimento do sistema imunológico e envelhecimento precoce, bem como distúrbios mais sérios, como artrite, arteriosclerose, catarata, entre outros.

A glicose alta leva a complicações tais como danos aos nervos (conhecido como neuropatia diabética) e danos na circulação sanguínea, afetando órgãos como coração, cérebro, pernas e pés, podendo levar a amputações.

A glicose alta também prejudica a vida sexual, levando à disfunção erétil. Quem tem a glicose alta tem de duas a quatro vezes mais chances de ter um infarto ou AVC.

Tratamento da diabetes

O objetivo do tratamento de diabetes é manter os níveis de glicose os mais próximos dos níveis considerados normais. Manter esse equilíbrio é fundamental para que a pessoa possa prevenir ou até mesmo retardar essas complicações.

Para controlar os níveis de glicose no sangue, é necessário manter uma alimentação baseada, atividade física regular, e a medicação, quando prescrita pelo médico. A pessoa nunca deve deixar de tomar a medicação ao encontrar valores normais de glicose no sangue, pois isso quer dizer que o tratamento está sendo eficaz.

Artigo anteriorGlicemia capilar e de laboratório
Próximo artigoGravidez com diabetes
CRM: 124205. Doutorado em andamento em Endocrinologia e Metabologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Residência em Clínica Médica pelo Hospital Geral de Pedreira. Aperfeiçoamento em Medicina Tropical (Hanseníase) pela Universidade Federal de Alagoas (2006). Graduação em Medicina pela Universidad de Montemorelos (1997-2005). Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2013). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Carapicuíba (2013-atual). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Cotia (2007-2016). Médica do Programa Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Vargem Grande Paulista (2006-2007).