Dúvidas respondidas sobre a finasterida

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Para que serve a finasterida?

A finasterida inibe a conversão de testosterona em DHT (di-hidrotestosterona), que provoca afinamento dos fios.

hairloss-blocker-recupera-88-cabelo

Quanto tempo deve se usar finasterida?

Para o resto da vida, porém, há indicação correta para ela, não para todos.

Remédios para Queda de Cabelo: Ranking do Consumidor

 PRODUTONOTA MÉDIAVOTOSREVIEW
#1HairLoss Blocker8,91/10581btn-saiba-mais
#2Minoxidil7,74/101023btn-saiba-mais
#3Finasterida7,25/101084btn-saiba-mais

Quanto tempo posso ficar sem tomar finasterida?

Pausar o uso dela pode induzir o organismo a um feedback negativo, e assim provocar picos de DHT, portanto, ela deve ser administrada continuamente.

Finasterida: comprimido ou tópica?

Para combater a queda capilar utiliza-se finasterida 1mg, um comprimido por dia, se optar pela versão líquida – que tem menor incidência de efeitos colaterais –, a aplicação é feita geralmente a cada 15 dias (porém isso depende muito da taxa de DHT do paciente, pode ser uma vez por mês).

PUBLICIDADE


Assim como a mesoterapia, a finasterida pode ser aplicada intraderme.

Efeitos colaterais da finasterida

Em uma porcentagem dos pacientes que usam finasterida ocorre redução da testosterona e de outros hormônios, diminuição da força muscular, desânimo, perda de massa muscular e falta de libido.

Artigo anteriorDutasterida ou finasterida?
Próximo artigoEflúvio telógeno
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).