DST e queda de cabelo

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Relação entre doenças sexualmente transmissíveis e queda de cabelo

Doenças sexualmente transmissíveis também podem causar queda de cabelo. Cada tipo de doença deve ser tratado de maneira adequada.

hairloss-blocker-recupera-88-cabelo

A sífilis, também chamada de avariose, é uma doença muito comum, cuja incidência vem aumentando, e pode fazer com que o cabelo fique mais ralo – isso não é comum num primeiro momento (sífilis primária), mas ocorre em torno de 7% dos casos de sífilis secundária, em que há um tempo mais latente entre a contaminação e o aparecimento dos sintomas.

Remédios para Queda de Cabelo: Ranking do Consumidor

 PRODUTONOTA MÉDIAVOTOSREVIEW
#1HairLoss Blocker8,91/10581btn-saiba-mais
#2Minoxidil7,74/101023btn-saiba-mais
#3Finasterida7,25/101084btn-saiba-mais

Na queda de cabelo mediada pela sífilis, o cabelo fica ralo difusamente, ele não cai como na alopecia areata e não cai tanto.

Após tratamento com penicilina, a queda de cabelo se resolve. O paciente não precisa se preocupar pois o cabelo não ficará falhado.

PUBLICIDADE


A AIDS, outra doença sexualmente transmissível bastante grave, também pode causar queda de cabelo devido a um misto de deficiências, tanto imunológicas quanto de absorção de nutrientes, como de zinco.

Os exames de sorologia são relevantes para descobrir as causas da queda de cabelo (existem várias).

Se a pessoa teve ou tem doença sexualmente transmissível e está com queda de cabelo, é importante relatar ao médico.

Artigo anteriorDoenças que causam queda de cabelo
Próximo artigoEmagrecimento rápido e queda de cabelo
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).