Dicas para espinhas

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Dicas para diminuir espinhas

1) Espremer espinhas

As espinhas surgem como cravos. Na fase de colonização bacteriana, elas tornam-se amareladas e uma das formas de levar bactérias à região afetada é espremê-las.

2) Alimentação

Uma dieta com excesso de açúcar e carboidratos pode predispor à acne, e não apenas chocolate, apenas mais um alimento com alto poder glicêmico.

3) Acne cosmética

Os adolescentes tentam disfarçar a acne com maquiagem, o que, na verdade, só piora esse quadro. Já, em peles secas, ela é mais rara.

4) Higiene do rosto

Higienizar o rosto pela manhã e à noite, com sabonete apropriado para cada tipo de pele, elimina os resíduos e o sebo.

PUBLICIDADE


5) Esfoliantes caseiros

A esfoliação com açúcar e mel é inadequada, principalmente porque, ao se expor ao sol, a pessoa pode sofrer queimaduras.

6) Peeling

O peeling faz-se com ácidos ou laser (em alguns casos) e provoca descamação da pele, substituída, então, por uma camada mais bonita, brilhante e com menos manchas.

7) Filtro solar

A exposição ao sol de uma pele lesionada amplia a inflamação e culmina no surgimento de manchas, que se previnem com filtro solar de FPS adequado e textura agradável. Produtos muito oleosos aumentam a oleosidade da pele e promovem acne.

O indivíduo não deve aplicar o filtro solar somente pela manhã, mas também ao longo do dia. Ademais, diferentemente do credo popular, o sol não seca as espinhas.

8) Isotretinoína

Atualmente, uma das substâncias mais comuns para o combate à acne é a isotretinoína que, apesar dos resultados excelentes, não se deve utilizar nas de graus leves, como o 1.

Piora da acne antes da menstruação

A piora da acne antes da menstruação relaciona-se à alterações hormonais e à genética. Podem ser feitas algumas manobras para diminuir o excesso de oleosidade do rosto. Em algumas mulheres aparecem uma ou outra espinha raramente, mas muitas delas tomam antiandrógenos.

Limpeza de pele

A limpeza de pele regular retira o tampão do folículo e o excesso de oleosidade, porém, a pele pode ficar mais marcada por conta da acne persistir, já que a interna pode se transformar em cicatriz.

Há relatos de uma pessoa que foi fazer uma limpeza de pele e, com um aparelho, o esteticista apertou as espinhas dela, gerando cicatrizes profundas, que posteriormente foram amenizadas com vários tratamentos, mas ainda assim permaneceram evidentes, muitas com cerca de 2mm de profundidade.

Muita gente desiste de tratar a acne porque quer resultados logo no primeiro mês. Determinadas condutas fazem com que a acne não desapareça, mas é necessário tratá-la, pois se ela se transformar em cicatriz, é de difícil remoção.