Dente escurecido

Escurecimento do dente

Após traumatismo, muitas vezes o dente não sofre mobilidade, fratura, dor ou inflamação, mas, ainda assim, escurece, o que normalmente só se nota após alguns meses, porque, no interior dele, há enervações sanguíneas que, quando há trauma, mesmo que pequeno, podem abalar-se e extravasar sangue. O dente também pode escurecer em virtude de tratamento de canal.

PUBLICIDADE


Como proceder em caso de trauma sem fratura ou mobilidade

Após qualquer acidente, doméstico ou automobilístico, se perceber que o dente bateu, mesmo sem dor, procure um dentista para, por radiografias e testes de vitalidade, observar a resposta do dente. Assim ele constatará se o trauma atingiu ou não a polpa, se houve necrose e se é necessário tratar o canal.

Reversão do escurecimento

Há vários modos de solucionar o escurecimento dental. Quando ocorre muito tempo depois de traumatismo ou tratamento de canal, o clareamento não é efetivo a ponto de igualar a tonalidade do dente afetado à dos demais, entretanto pode-se fazer restauração com resina e porcelana para lhe restituir a cor.

Razões para o escurecimento dos dentes

É natural que, com o passar do tempo, os dentes escureçam. Uma das razões para isso é o envelhecimento da dentina, tecido logo abaixo do esmalte, responsável pela coloração dos dentes. O tipo de alimento consumido também pode contribuir negativamente para isso. Refrigerantes, especialmente os escuros, são ácidos, o que dilata os poros dos dentes, e têm corantes, que, ao penetrar nesses poros, deixam os dentes mais amarelados.

Diferenças de coloração entre os dentes

O tratamento de canal pode acarretar mudança da tonalidade do dente, assim como alteração estrutural na formação dele, a amelogênese imperfeita, problema pelo qual o esmalte pode ocasionar manchas esbranquiçadas, o que, no entanto, se pode corrigir por técnicas estéticas.

PUBLICIDADE


Tipos de clareamento dentário

São várias as modalidades de clareamento dentário. Os principais são o convencional e o a laser.

Pelo primeiro, o cirurgião-dentista, que avaliará e conduzirá todo o tratamento, fornece ao cliente uma moldeira e um agente clareador específico para o seu caso.  Já o segundo se realiza inteiramente no consultório, compreende o uso de um agente clareador ativado por laser e tem a vantagem de ser mais rápido, apesar de nem sempre mais eficaz que o convencional.