Copaíba: Características, Toxicidade e Benefícios

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Copaíba: características, para que serve, toxicidade e benefícios

Existem, no Brasil, pelo menos 10 espécies de árvores do gênero Copaifera que também atendem pelo nome de Copaíba, a mais conhecida e utilizada é a Copaifera langsdorffii.

copaiba-arvore
Árvore da Copaíba.

Ela se distribui desde a Amazônia até o estado de São Paulo. Algumas espécies se desenvolvem mais na Amazônia, outras mais na região Nordeste, outras mais no Sul. Todas elas têm as mesmas propriedades medicinais. A copaíba é comum na Venezuela (na região amazônica), nas Guianas e na Colômbia.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt

É uma árvore muito alta, que pode atingir até 40 metros de altura. É comum encontrá-la no meio de pastagens ou plantações. Como ela tem grande potencial medicinal, normalmente as árvores são preservadas e ficam isoladas no meio de florestas desmatadas.

Óleo de copaíba: o que é?

O óleo de copaíba é uma resina retirada do tronco dela. Dentro da árvore existem pequenos espaços que se enchem de resina, que escorre quando se fura o tronco.

PUBLICIDADE


A extração do óleo de copaíba hoje é basicamente toda feita de maneira artesanal. Com uma broca, são feitos vários furos no tronco da árvore. Coloca-se uma pequena canaleta que recolhe esse óleo e o carrega para dentro de pequenas garrafas.

A resina do tronco é filtrada, purificada e clarificada, e assume uma coloração amarelo-esverdeado, que em alguns casos é fluorescente (brilha no escuro). O óleo de copaíba tem sabor forte e amargo, mas é aromático, sendo muito utilizado para fazer cosméticos.

Para que serve o óleo de copaíba

O maior uso do óleo de copaíba é medicinal. Ele é utilizado no Brasil todo, popularmente, como antibiótico, para doenças de pele (como psoríase, queimaduras, etc.), contra picadas de insetos (por conta de seu potencial anti-inflamatório), como cicatrizante (para feridas difíceis de cicatrizar, queimaduras, etc.) e como anti-inflamatório, tanto interno como externo.

Ele é utilizado como diurético (ativa as funções do rim), expectorante (nos casos de gripes, bronquites, etc.), contra infecções urinárias e inflamações da garganta.

Como cosmético, o óleo de copaíba é muito utilizado na fabricação de sabonetes antissépticos para a pele, para o caso de fungos e bactérias e também como preventivo ou curativo das acne.

Toxidade da copaíba

Pesquisas mostram que a copaíba, principalmente o óleo, tem ação tóxica no desenvolvimento embrionário. Não é recomendado que grávidas usem óleo de copaíba, pois pode interferir no desenvolvimento do bebê.

Em pessoas que têm anemia, principalmente profunda, ou qualquer problema hematológico, não é recomendado o uso da copaíba, pois ela pode causar algum tipo de toxidade sobre as hemácias.

De modo geral, não se deve tomar a copaíba em altas doses ou por períodos prolongados, pois pode ocorrer um desses problemas. Porém, isso é muito raro e, suspendendo o uso da copaíba, também cessam os efeitos colaterais.

Não somente o óleo de copaíba tem propriedades medicinais, como as folhas da copa da árvore também.

Benefícios da copaíba

Proteção do estômago

Tanto o extrato das folhas da copaíba quanto o óleo reduzem as lesões estomacais, no caso de úlceras, e a produção de ácido pelo estômago. Se a pessoa tem gastrite, a parede estomacal inflama e o excesso do ácido piorar até que cause uma úlcera. Em quem tem refluxo, o excesso de acidez é pior para a pessoa.

A copaíba aumenta significativamente a produção de muco na parede do estômago e impede que o ácido estomacal ataque ela. A bactéria H. Pylori, por exemplo, come o muco e deixa a parede do estômago exposta.

Esse aumento da produção de muco é benéfico para quem tem gastrite, refluxo, úlcera, etc.

Um estudo foi feito comparando a copaíba com a cimetidina, e o efeito protetor daquela foi idêntico ao desta: melhorou em mais de 70% a condição das lesões estomacais.

Ação anti-inflamatória

O óleo da copaíba também tem ação anti-inflamatória comprovada (reduz vários tipos de inflamação em mais de 50%), tanto interna (tomando o óleo) ou passando nas articulações e músculos.

Além do óleo e das folhas, existe o fruto da copaíba – uma vagem redonda que abriga a semente. Foi feito um extrato dessa vagem que, testado como anti-inflamatório, também exerceu significativa ação.

Quem tem uma árvore de copaíba, não tem acesso às folhas dela (no alto) e está fora da época de retirar o óleo, pode fazer o chá dos frutos que estiverem caídos.

Ação no intestino

As colites são inflamações do intestino que causam dor, e o uso do óleo da copaíba exerce excelente ação contra elas.

Ação cicatrizante

No tratamento de feridas e queimaduras, o óleo de copaíba acelera os processos de cicatrização e melhora significativamente a qualidade da regeneração.

Ação antibiótica

O óleo de copaíba combate muitos tipos de bactérias, principalmente as que causam problemas de garganta. É possível tomá-lo ou massagear a garganta por fora com ele. Quem está com inflamação de ouvido pode passá-lo em volta do ouvido.

Foi verificado que tanto as folhas quanto o óleo da copaíba não são tão eficazes combatendo fungos.

Como bactericida, as folhas da copaíba atuam de maneira excelente combatendo o Staphylococcus aureus, causador de muitos problemas de pele, como os furúnculos. Essa bactéria vive na pele e, quando há uma abertura, acaba colonizando e criando um abcesso (furúnculo), ela também é comum em outras infecções.

Tratamento odontológico

O óleo e as folhas da copaíba combatem as bactérias que causam cáries – o Streptococcus mutans é a principal delas – e também a formação da placa bacteriana nos dentes.

Quem tem a oportunidade de fazer o próprio creme dental em casa ou é fabricante artesanal de produtos cosméticos e de higiene, pode utilizar o óleo de copaíba tanto nos sabonetes quanto nos cremes dentais.

Pedra nos rins

No caso de pedra nos rins, o extrato das folhas da copaíba foi testado em três estudos diferentes, e obteve os mesmos resultados: reduziu a formação de cálculos renais. Quem tem tendência a formá-los irá formar menos tomando o chá das folhas da copaíba e, quando se formarem, serão menores do que os de quem não toma o chá.

Quando a pessoa está tomando os extratos de copaíba, as pedras que se formam são mais frágeis, mais porosas, e se quebram com mais facilidade, o que facilita a expulsão delas.

Quem sofre corriqueiramente de pedras nos rins, já fez cirurgia, já expeliu pedras pela urina, etc., deve tomar o extrato das folhas da copaíba.

Para conseguir as folhas da copaíba, é possível procurar um raizeiro capacitado ou buscar na internet.

Cólicas menstruais

O óleo da copaíba exerce ação relaxante para o útero e para a musculatura em volta dele, reduzindo as contrações que causam as dores (cólicas) menstruais.

PUBLICIDADE