Como queimar gordura corporal

Como emagrecer sem perder músculos

É possível reduzir o peso e o percentual de gordura corporal sem perder massa magra (os músculos). Em muitos casos, isso vai acontecer, dependendo de quanta gordura a pessoa deseja perder.

PUBLICIDADE


Existem estratégias para não prejudicar esse processo. Muitas pessoas querem emagrecer rápido, o que não é o mais importante. Se a pessoa conserva grande parte da massa muscular dela, no futuro, quando tiver reduzido o peso, o corpo vai ficar muito melhor.

Jejum intermitente

Hoje em dia, o jejum intermitente é uma estratégia muito usada, e é muito interessante para emagrecer, reduzir gordura, reduzir fome e a compulsão por comer. Algumas pessoas se adaptam e respondem bem, outras não.

O jejum intermitente não deve ser feito caso a pessoa não treine com pesos e caso ela não tenha feito uma reeducação alimentar antes.

Se a pessoa faz o jejum intermitente e não faz musculação ou algum exercício de resistência que trabalhe com carga, como o crossfit, o risco de perder massa muscular vai ser muito maior.

PUBLICIDADE


O jejum intermitente funciona para quem treina de forma intensa e pesada, e vai deixar o corpo mais bonito futuramente. Se a pessoa só faz caminhada, anda de bicicleta, etc., o corpo não irá ficar mais bonito, pois irá reduzir massa muscular – é como se a pessoa não usasse tanto aquele músculo, e o corpo interpreta tudo aquilo que não é muito usado como não sendo muito importante, e elimina.

Não adianta fazer jejum se nos períodos em que a pessoa vai comer (a janela de alimentação), ela comer incorretamente. Isso irá causar desnutrição (pois o corpo não irá receber todos os nutrientes que precisa), perda de massa muscular e danos ao metabolismo e à saúde.

Deve-se procurar orientação para fazer o jejum da melhor forma, queimar gordura e manter a massa magra.

Musculação

Outra estratégia para queimar gordura e não perder músculo é fazer musculação ou outros esportes que usem peso, dependendo do que a pessoa prefere e se adapta. A musculação faz com que a pessoa mantenha a massa magra, pois o corpo percebe que precisa daqueles músculos a todo momento para os treinos e os mantém.

Há fisiculturistas que relatam, em época de competições, terem feito dietas muito restritas e muito exercício aeróbico, mas terem conseguido conservar grande parte da massa muscular por treinarem musculação todos os dias.

Dependendo do quão restrita a dieta, é difícil manter massa muscular.

O objetivo do fisiculturista, de qualquer categoria, homem ou mulher, é retirar quase toda a gordura do corpo e manter a massa muscular. O volume de massa muscular depende de cada categoria.

Treinos intervalados

Para queimar gordura, é preciso um pouco de cardio, pois é necessário aumentar o gasto energético. Apesar dos cardios queimarem gordura e calorias, eles podem queimar massa muscular, portanto a pessoa não deve fazer cardios muito longos.

Há pessoas que relatam que, se fizerem todos os dias uma hora de esteira, perdem muito músculo. Isso depende muito, também, da constituição genética da pessoa, por isso é necessário conhecer melhor a própria genética. Existem pessoas que fazem uma hora de aeróbicos por dia e não queimam tanta massa muscular, mas a grande maioria queima.

A pessoa deve procurar um educador físico para fazer uma avaliação, e deve considerar fazer os treinos intervalados, que são uma mescla de minutos de exercício muito intenso com minutos de exercício menos intenso dentro do treino que foi programado.

Dieta hiperproteica

As proteínas e aminoácidos são uns dos principais nutrientes de manutenção da massa muscular. A pessoa deve incluir uma porção de proteína em cada uma das refeições diárias, mesmo que faça 2, 3, 4, 5 ou 6 refeições.

Segundo as regras da nutrição esportiva, por dia são necessárias cerca de 2g de proteína por quilo da pessoa.

É necessário lembrar que 100g de frango, por exemplo, não tem 100g de proteína. Caso a pessoa queira calcular, ela deve buscar tabelas de alimentos online e verificar, por exemplo, quanta proteína contém 100g de frango cru, de frango cozido, de ovos, de carne, de feijão (proteína vegetal), etc.

Calcular a dieta é importante até certo ponto, dependendo de como o corpo da pessoa irá responder. Alguns nutricionistas preferem acompanhar a evolução da pessoa e ir mudando a alimentação de acordo com essa evolução, sem se preocupar em calcular calorias, proteínas, etc.

Suplementação

A pessoa também pode enriquecer a dieta com suplementação, tanto de suplementos de proteína ou de aminoácidos, como BCAA e glutamina, que são ótimos para evitar o catabolismo.

A glutamina, além do benefício de prevenir perda de massa muscular (que seria o efeito anticatabólico), ela também melhora o sistema imune e a saúde intestinal.

Dieta e estratégias para emagrecer

Outra estratégia é evoluir a dieta aos poucos, estando a pessoa cuidando da dieta sozinha ou com um profissional. Não adianta começar uma dieta muito radical de repente, pois o corpo certamente irá catabolizar. A partir do momento em que a pessoa está em uma alimentação normal e de repente, na semana seguinte, corta todos os carboidratos, fazer dieta cetogênica, etc.

A pessoa deve, primeiro, fazer uma reeducação alimentar e manter por alguns meses, pois isso trará resultados. Quando o resultado desacelerar, ela pode começar uma dieta low-carb por algumas semanas, dependendo da resposta dela. Depois, pode usar a estratégia de jejum intermitente por algumas semanas, ou uma dieta cetogênica. É interessante sempre mudar a estratégia e não ter pressa.

Deve-se cuidar primeiramente da saúde. O corpo estando saudável, forte e resistente, a pessoa irá queimar gordura e aumentar a massa muscular.

Usando essas estratégias, a pessoa irá cuidar melhor da própria evolução. Não adianta ter um bom resultado nos primeiros 1 ou 2 meses e depois parar ou engordar novamente.

A pessoa pode, por exemplo, primeiro aumentar as proteínas em forma de alimentos e depois de um tempo incluir os suplementos; ou começar com uma reeducação alimentar e depois de um tempo começar uma dieta low-carb, um jejum intermitente ou um ciclo de carboidratos.

São muitas as estratégias disponíveis, por isso recomenda-se procurar um profissional.