Como Funciona o Transplante Capilar FUE

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Transplante capilar FUE: como funciona

Apesar de antiga, a FUE, talvez por propaganda mais intensa, está em evidência no Brasil. Por meio de um rotor com uma peça aguçada na ponta, corta-se a região posterior da cabeça, em geral rapada para a cirurgia.

Então se fazem vários furos com o rotor no couro cabeludo e, depois, uma pinça delicada remove essas unidades foliculares, cada uma com, em média, três fios de cabelo. Daí vem a expressão unidade folicular extraída.

Novos orifícios abrem-se na área calva para se colocarem um a um os enxertos (unidades foliculares) que o próprio sangue coagulado vai fixando. Assim, ocorre a pega dele e o desenvolvimento do cabelo.

Na maioria das operações, o paciente é anestesiado e dorme durante o procedimento.

PUBLICIDADE


fue-como-funciona

Além da FUE, há outras técnicas por que se opta de acordo com o caso.

Pós-cirúrgico

Na maioria dos casos a cirurgia é ambulatorial, ou seja, o paciente é internado de manhã, faz a cirurgia, e no final do dia come alguma coisa e volta para casa. Dependendo da extensão das áreas trabalhadas na cirurgia e da indicação do cirurgião, o paciente vai com ou sem curativo para casa.

Nos pós-operatório o paciente pode ter algum edema (inchaço), por exemplo, no rosto e nos olhos, principalmente nos primeiros dias, por isso muitos optam por realizar a cirurgia às quintas, sextas ou sábados. Esse inchaço dura em media de três a quatro dias. Não existe uma limitação física, como, por exemplo, a de uma cirurgia de abdômen, em que o paciente tem que ficar mais restrito e não pode se movimentar tanto, entretanto, existe uma limitação social, porque o paciente pode ficar com o rosto mais inchado e poderá ter de raspar o cabelo (o que para alguns pode ser um inconveniente). Assim, geralmente recomenda-se que o paciente fique mais reservado pelo período de uma semana, mas não é necessário afastamento, por exemplo, do trabalho, porém, ele não deve nos primeiros dias tomar sol excessivo, e nem frequentar piscina, praia ou sauna.

Não é todo mundo que se incomoda com a calvície, muitos convivem bem com ela, raspando os cabelos ou deixando as entradas à mostra, mas para quem se incomoda hoje a cirurgia do implante capilar é uma realidade, e os resultados do procedimento são naturais, diferente dos realizados antigamente, e pode até mesmo passar despercebido para os outros (mesmo os mais próximos) que a pessoa fez implante.

Artigo anteriorTransplante Capilar Sem Cicatriz?
Próximo artigo7 Dicas para Dormir Bem
CRM: 130475. Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (2008). Residência médica em cirurgia plástica pelo Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (2014-2017). Residência médica em cirurgia geral pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (2008-2010). Pós-graduação em reconstrução mamária pelo Hospital Pérola Byington (2017-2018). Pós-graduação em dermatocosmiatria pela faculdade de Medicina do ABC Paulista FMABC (2017-2018). Especialização em Oxigenoterapia Hiperárica pela Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica (2016).