Como emagrecer nas férias

Dicas para manter ou perder peso nas férias

Muita gente, durante as férias, tem dificuldade de manter o peso e engordam. Muitas deixam de fazer exercício, pois veem o exercício e o cuidado com a saúde de maneira muito sacrificante, e acreditam que podem comer o que quiser e engordar durante as férias. Porém, acabam se sentindo mal, pois sabem que estão se sabotando.

PUBLICIDADE


Durante as férias, a pessoa não precisa seguir 100% uma dieta.

Exercícios físicos durante a viagem

Quem viaja durante as férias pode fazer exercícios leves, que sejam práticos, não ocupem muito tempo e possam ser realizados no hotel ou na casa dos parentes. A sugestão é fazer exercícios de 4, 8 ou 12 minutos, e que sejam moderadamente intensos. Existem exercícios, desde iniciantes a intermediários e avançados, que trabalham os grupos musculares de maneira completa, são práticos e rápidos e podem ser realizados durante as férias.

Alimentação durante a viagem

Muitas pessoas têm uma alimentação desregrada durante a viagem e deixam para se preocupar com a alimentação quando voltarem. Porém, acabam se sentindo culpadas, comem novamente para se sentirem menos culpadas e ter um pouco de prazer, e acabam se sentindo mais culpadas ainda.

A pessoa não deve passar as férias, o final de semana estendido ou o final de semana comendo tudo que vê pela frente, para depois comer corretamente. Na cabeça das pessoas, geralmente “comer corretamente” está ligado a comer pouco, passar fome e não comer nada do que se gosta.

PUBLICIDADE


Porém, a pessoa pode comer todos os dias uma pequena quantidade de algo que seja “desregrado”. A pessoa deve se programar para comer de maneira saudável durante alguns momentos do dia, e em uma refeição (uma janta ou almoço em um lugar especial ou um jantar com a família, por exemplo), comer sem culpa, desfrutando essa refeição.

Uma tática para comer de maneira saudável nos outros momentos do dia é, por exemplo, comer uma proteína em todas as refeições. As pessoas não comem proteína suficiente na alimentação. É necessário no mínimo 1g de proteína por quilo de peso (para quem faz exercício, pelo menos 2g), o que é muito difícil conseguir na alimentação.

Comer proteína não faz mal para os rins. O que faz mal é comer um monte de carboidratos simples e farináceos o dia inteiro.

Consumir proteína é fundamental, pois ajudará a pessoa a construir massa muscular e aumentar a imunidade, e vai gerar ingredientes para construção de neurotransmissores, hormônios e outras coisas mais.

Quando a pessoa come proteína, ela tem mais saciedade, e a proteína colabora para o emagrecimento de maneira saudável. Comendo proteína em todas as refeições, além de uma gordura boa e uma salada, a pessoa certamente terá menos compulsão por um alimento mais engordativo na hora de comer, e talvez coma muito pouco ou nem coma.

Programação e comprometimento

A pessoa deve programar os dias de treino durante a viagem, criando um planejamento em que ela e o namorado, a família e os amigos se comprometam em cumprir treinos curtos e rápidos. É possível criar apostas ou desafios para se empolgar, fazer que todos trabalhem juntos e criar um comprometimento com a saúde.

Dicas para quem não viaja nas férias

Para quem não vai viajar durante as férias ou o feriado estendido, esse é o melhor momento para mudar de hábitos e manter uma vida saudável. Muitas pessoas, em dezembro ou janeiro, prometem começar o novo ano de maneira diferente, emagrecendo e fazendo atividade física, mas não conseguem colocar em prática – provavelmente porque não escolheram o melhor exercício ou o melhor cardápio para emagrecer.

Geralmente as pessoas escolhem exercícios longos e chatos, vão para a academia que não gostam de fazer, convivem com pessoas que não estão afim, não têm tempo para ficar se deslocando no trânsito, etc., e deixam de fazer exercício. Além disso, escolhem dietas chatas em que precisam comer de 3 em 3 horas ou passar fome. Essas atitudes não dão certo.

A pessoa pode parar e replanejar os seus hábitos. Ela não precisa fazer treinos perfeitos, somente começar algo que seja eficaz. Exercícios de alta intensidade e curta duração com fortalecimento muscular são eficazes.

Não é quantidade de tempo, mas sim a intensidade do exercício que irá gerar resultado de queima de gordura e ganho de massa muscular.

É possível obter resultados imediatamente sem mudar nada na alimentação, comendo proteína e, em segundo lugar, gorduras boas, que são fundamentais para produção de testosterona e outros hormônios derivados delas.

A pessoa só vai conseguir um emagrecimento saudável, aumentar a massa muscular ou perder gordura, se tiver os hormônios funcionando em ótimo estado. Para isso, é necessário consumir gorduras boas.

Deve-se escolher um método de treino que gere resultados, que seja eficaz, curto (12 minutos, por exemplo) e divertido, e que não seja sacrificante. Em pouquíssimas semanas, a pessoa irá se sentir bem como nunca se sentiu antes, voltando a vestir as roupas que não usava há muito tempo, usando um biquíni na praia sem se sentir mal ou se sentindo confortável ao ficar sem roupa na frente do namorado ou marido.