Comida japonesa engorda?

Comida japonesa faz engordar?

Devido ao peixe cru e aos vegetais, a comida japonesa às vezes passa uma impressão de ser muito saudável, e as pessoas se sentem mais tranquilas para comer mais. Em rodízios e combinados de comida japonesa vêm vários tipos de alimentos.

PUBLICIDADE


Molho shoyo

Um elemento importante na culinária japonesa é o molho shoyo.

Normalmente o molho shoyo pode ser usado para molhar o peixe, o sashimi ou o sushi, ou é usado preparo dos pratos. O molho shoyo não tem muita caloria, mas tem uma quantidade muito grande de sódio: uma colher de sopa tem 900mg de sódio, que é cerca de 40% da quantidade recomendada por dia.

Quando a pessoa come comida japonesa com frequência e está se sentindo mais “gordinha” pode ser um inchaço por conta desse sódio em excesso ao invés de ganho de peso.

Uma dica é, ao invés de mergulhar o alimento inteiro no molho, colocar somente a metade, e, se possível, substituir pelo shoyo light, que tem uma redução de sódio bem significativa – uma colher de sopa tem em torno de 500 a 550mg de sódio (quase 50% de redução).

PUBLICIDADE


Arroz japonês

Outro elemento importante na culinária japonesa é o arroz. O arroz japonês é diferente, menor e ultraprocessado/ultrapolido, até para ficar bem “papado”, e é um arroz bem pobre, com pouquíssimas fibras, vitaminas e minerais.

Além disso, durante o preparo do arroz, para ele ficar “grudento” e fazer sushis, rolls, tamekis, etc., são adicionados açúcar e vinagre de arroz. Dependendo do lugar que a pessoa for comer, ela pode retirar metade do arroz de cada sushi, para não comer uma quantidade tão grande.

Guiza

A guioza é uma espécie de pastel frito, e pode ter recheio de vegetais ou carne de porco, boi ou ave. Não é um alimento saudável, pois é frito. A guioza tem cerca de 80 calorias por unidade, e é pequena. Assim, comer várias delas irá aumentar muito as calorias da refeição.

Tempurá

O tempurá são legumes ou frutos do mar empanados em uma massa mole e fritos em gordura de imensão. Ele absorve muito óleo.

É difícil quantificar o tamanho do tempurá, pois às vezes pedaços de legumes ralados, por exemplo, são colocados no óleo para fritar, portanto os tamanhos variam. Em média, uma porção pequena de tempurá tem 70 calorias.

Temaki

O temaki, também chamado de “cone”, teoricamente não teria problemas, pois é uma alga com arroz. Se recheado com salmão, atum ou até camarão cozido, não tem problemas.

No Brasil, muitas temakerias colocam cream cheese, maionese ou hot Philadelphia dentro do cone. Assim, um cone que poderia ter cerca de 150 calorias pode chegar a quase 250 calorias.

Além disso, dificilmente a pessoa irá comer somente 1 cone. Deve-se tomar cuidado e escolher as opções mais leves, sem fritura, maionese ou cream cheese.

Hot roll/Hot philadephia

Os hot phildelphia, ou hot rolls, são compostos de alga com arroz e um peixe, legume, verdura ou fruta. Às vezes eles são empanados e fritos, e às vezes têm cream cheese. Deve-se tomar cuidado, pois uma porção deles pode chegar a até 190 calorias.

Teppan

O teppan, ou teppanyaki, é um prato feito em uma placa de ferro contendo vários legumes, carne, frutos do mar, etc. Parece um prato saudável, mas quantidade de óleo adicionado para fritar esses alimentos na chapa é muito grande. Às vezes uma porção do teppanyaki tem cerca de 300 calorias, portanto deve-se tomar cuidado com o consumo.

Sushi

O sushi, carro-chefe da comida japonesa, é um arroz com peixe, polvo, lula, e que pode ter outros ingredientes (como cream cheese ou maionese). Ele tem cerca de 45 calorias por unidade.

Alimentos recomendados

A comida japonesa clássica é diferente da comida japonesa servida no Brasil, em restaurantes de rodízio e buffets.

Quando a pessoa vai a um restaurante japonês, deve priorizar o sashimi (filés de peixe cru, que são saudáveis e ricos em ômega-3). Uma ótima opção como entrada é o missoshiro, uma sopa saudável, com pouquíssimas calorias e que ajuda bastante na saciedade.

Outro alimento recomendado, e que pode ser consumido em uma quantidade maior e com mais flexibilidade, são os cogumelos, como shitake e shimeji. Muitas vezes eles são cozidos no vapor, em uma trouxinha de papel alumínio, um preparo com pouca gordura, muito saudável e natural.