Comer doce causa diabetes?

Comer muito doce provoca diabetes?

Comer muito doce não provoca diabetes, mas leva a pessoa a aumentar o peso. Assim, a insulina produzida pelo pâncreas vai ter uma certa dificuldade para funcionar – é a chamada resistência insulínica.

PUBLICIDADE


Quando a pessoa se alimenta, o alimento vai para o estômago e todo o carboidrato é digerido e metabolizado, sendo transformado em glicose. A glicose vai para o sangue e, do sangue, deve ir para dentro das células, pois é a glicose que fornece energia para o corpo funcionar.  A glicose é necessária para todas atividades do dia-a-dia – apesar de uma quantidade menor, a glicose é necessária até mesmo para dormir.

Para a glicose na corrente sanguínea ir para as células, ela precisa de um hormônio chamado insulina, que é produzido pelas células beta do pâncreas. As pessoas que têm diabetes têm uma deficiência de produção de insulina pelo pâncreas – elas podem produzir uma quantidade insuficiente para levar toda a glicose para dentro das células, ou produzir uma insulina que não desempenha o papel dela corretamente.

Tipos de diabetes

Existem dois tipos principais de diabetes: diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. A diabetes tipo 1 é aquela que acontece principalmente em crianças e adolescentes. São pessoas que são magras, não têm obesidade. A diabetes tipo 1 é uma doença autoimune.

Quando a pessoa tem uma gripe, por exemplo, o sistema de defesa do corpo funciona para matar os vírus ou microrganismos que invadiram o corpo e provocaram a gripe.

PUBLICIDADE


Na diabetes tipo 1, o sistema de defesa do corpo trabalha de maneira irregular  e destrói as células beta do pâncreas, que são as células responsáveis pela produção de insulina. Os pâncreas das crianças que têm diabetes tipo 1 não produzem mais insulina, por isso essas crianças devem usar injeções de insulina diariamente para que a glicose na corrente sanguínea, que vem do carboidrato na alimentação, seja utilizada como energia.

90% das pessoas que têm diabetes tipo 2 têm o peso elevado (obesidade ou sobrepeso ). As pessoas que têm diabetes tipo 2 têm resistência insulínica – ou seja, o pâncreas produz insulina , mas a insulina não consegue desempenhar o papel dela corretamente.

Isso ocorre principalmente porque  a gordura abdominal dificulta que a insulina faça o papel dela corretamente, e, com isso, a glicose fica elevada na corrente sanguínea.

Artigo anteriorCetoacidose diabética
Próximo artigoConfrei: benefícios e como usá-lo
CRM: 124205. Doutorado em andamento em Endocrinologia e Metabologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Residência em Clínica Médica pelo Hospital Geral de Pedreira. Aperfeiçoamento em Medicina Tropical (Hanseníase) pela Universidade Federal de Alagoas (2006). Graduação em Medicina pela Universidad de Montemorelos (1997-2005). Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2013). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Carapicuíba (2013-atual). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Cotia (2007-2016). Médica do Programa Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Vargem Grande Paulista (2006-2007).