Clonagem de plantas: benefícios e como faz

Métodos de clonagem das plantas

Enxertia, estaquia e alporquia são três métodos de clonagem que produzem mudas que são réplicas da planta mãe. Cada um tem suas vantagens e suas desvantagens.

PUBLICIDADE


Clonagem por estaquia

Praticamente todas as plantas podem ser plantadas por estaquia – umas são mais fáceis, outras mais difíceis. Usando os métodos adequados a cada planta, se consegue que todas enraízem.

Algumas plantas são mais difíceis de enraizar por estaca do que fazer uma enxertia ou alporquia.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt

A amora e a ora-pro-nóbis, por exemplo, são plantas facilmente plantadas por estaquia – se estiver na hora certa, basta enfiar um galho delas na terra que ele irá enraizar e brotar. Nesses casos, praticamente não há necessidade de fazer enxertia ou alporquia.

Já as plantas do gênero Citrus, por exemplo, são fáceis de enraizar, mas acabam formando um sistema radicular frágil, facilmente atacado por pragas. Nesses casos, é viável enxertar as plantas em um porta-enxerto que tenha um sistema radicular mais robusto, mais rústico e mais tolerante a possíveis pragas, problemas de solo ou tipos de solo (mais encharcado, mais seco, etc.).

PUBLICIDADE


Criar resistência e condições para o desenvolvimento da planta são os principais fatores que determinam a necessidade ou não de fazer a enxertia, na qual é necessário plantar a muda de semente, fazer o enxerto da planta e cuidar com muito zelo para que o cultivo obtenha sucesso.

Clonagem por alporquia

A alporquia e a estaquia são métodos semelhantes. A alporquia é uma estaquia feita na própria planta: a pessoa faz o galho enraizar na própria planta e depois retira ele. A alporquia funciona em boa parte das plantas, e, da maneira correta, às vezes pode ser feita com galhos maiores, coisa que não é possível por estaca.

Clonagem por enxertia

Na enxertia, normalmente se utilizam galhos pequenos, mas pode ser uma planta já adulta.

Por exemplo, em um cultivo de manga na qual se produz uma variedade X, e se deseja produzir uma variedade Y, é possível cortar o pé já adulto, deixar os brotos saírem, selecionar dois ou três brotos e enxertar neles a variedade nova que se deseja produzir.

Como é uma planta que já tem um sistema radicular adulto e bem formado, fazendo podas para retirar os brotos indesejados, os brotos enxertados irão se desenvolver muito rapidamente e, em um ano, serão quase uma árvore formada.

Não foram encontrados relatos de enxertia de galhos grandes em um porta-enxerto que obtiveram sucesso. Porém, um galho pequeno plantado em um porta-enxerto que já tem boas condições físicas certamente irá se desenvolver muito mais rapidamente do que em um porta-enxerto jovem.

Algumas vezes, o porta-enxerto acaba influenciando também na produção. A romã Wonderful, por exemplo, acaba produzindo frutos maiores ou menores em determinados tipos de porta-enxerto. Isso também acontece nas plantas do gênero Citrus. Por estaquia ou alporquia, isso não acontece.

A estaquia é o método de clonagem mais prático. Porém, em algumas plantas, embora ele funcione, não trará um resultado tão bom quanto pela enxertia.

PUBLICIDADE