Causas da hipertensão arterial

Pressão alta: causas e sintomas

A pressão alta é hoje uma das situações mais comuns em adultos, e até em jovens e crianças. Isso acontece por uma série de fatores, como má alimentação, sedentarismo, estresse e cansaço.

PUBLICIDADE


A pressão alta não é uma doença inofensiva. Na maioria das vezes, ela não tem sintomas, e as pessoas carregam consigo a longo prazo um risco muito grande de desenvolverem problemas do coração. Hoje, sabe-se que a pressão alta é uma doença que causa mais de 10 milhões de mortes no mundo todo.  Ela é responsável por 40% dos infartos, 30% dos acidentes vasculares cerebrais (derrames), e também é uma grande culpada pela insuficiência renal (que faz com que os pacientes precisem de diálise).

70% das vezes as pessoas têm pressão alta sem terem qualquer tipo de sintomas. Algumas vezes – por exemplo, em crises hipertensivas, quando a pressão atinge níveis bastante elevados –, elas podem ter algum tipo de sintoma, como dor na nuca, mal-estar, tontura e escurecimento visual.

A pessoa normalmente descobre que está com pressão alta quando, por exemplo, faz uma avaliação médica para academia, vai fazer uma cirurgia ou vai renovar a carteira de motorista.

Na maioria das vezes, a pressão alta não tem um fator causal. 95% das vezes ela é multifatorial – ou seja, vários fatores se combinam para fazer com que a pressão fique aumentada. 5% das vezes são situações como tumores na suprarrenal ou uma medicação que a pessoa está utilizando, como anti-inflamatórios, que podem causar hipertensão arterial.

PUBLICIDADE


Se exercitar mal, comer inadequadamente (nos horários errados ou alimentos de má qualidade, com muito sal por exemplo), usar medicações como anticoncepcionais, estar acima do peso, dormir mal, etc. tudo isso pode se combinar para que a pessoa tenha a pressão aumentada.

Artigo anteriorAlimentos que causam hipertensão arterial
Próximo artigoComo combater a hipertensão arterial
CRM: 158986. Graduação em Medicina pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2004-2010). Residência em Clínica Médica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011-2013) e Cardiologia (2013-2015) e Miocardiopatias (2015-2016) pela Universidade Federal de São Paulo. Título de especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (2016). Professora visitante da Universidade Federal de São Paulo (2016-2018). Médica cardiologista do Hospital TotalCor. Assistência e ensino do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.