Carboxiterapia para celulite

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Ação da carboxiterapia

A carboxiterapia ativa a circulação sanguínea nas pernas, o que faz melhorar a oxigenação dos tecidos e ameniza as varizes e úlceras varicosas. Para fins estéticos, ela é indicada para tratar estrias, rugas, olheiras, celulite e gordura localizada.

Como é feito o procedimento

Na carboxiterapia, introduz-se, no tecido, com uma agulha, um cilindro com gás carbônico medicinal, que provoca vasodilatação, amplia a circulação local e recruta mais oxigênio.

Essa técnica, cujos resultados se notam a partir da terceira ou quarta semana,  não exige cuidados antes ou depois, porém, como se realiza com agulhas, podem ocorrer equimoses, por isso, recomenda-se evitar exposição solar.

Em gordura localizada ou celulite, deve-se aliar a esse procedimento a prática regular de atividades físicas.

PUBLICIDADE


Preço médio

A carboxiterapia corporal custa de R$60,00 a R$130,00; a facial, de R$100,00 a R$150,00.

Artigo anteriorBunda com celulite
Próximo artigoCelulite
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).