Canafístula: benefícios e como usá-la

Canafístula: características

A canafístula (Cassia spectabilis ou Senna spectabillis) é uma árvore comum no Brasil e na África. Existem algumas espécies muito similares a ela, com efeitos parecidos. No Brasil, ela se desenvolve prioritariamente na região nordeste. Por ser uma árvore com flores bonitas, ela foi trazida para o sudeste e utilizada para arborização e paisagismo, principalmente no interior de São Paulo. Hoje ela se desenvolve espontaneamente em pastos e áreas livres, e recebe o nome de “mata pasto”, pois invade áreas de pastagem e plantações, dando trabalho a pecuaristas. Também pode ser encontrada como “fedegoso” ou “são joão”.

PUBLICIDADE


Existem muitas plantas que compartilham esses nomes, pois são do mesmo grupo. Ela é da família do sene, uma planta comum utilizada como laxante.

Uso medicinal e popular

No sudeste ela não é muito utilizada medicinalmente, mas no nordeste sim. Assim como o sene, as folhas da canafístula são utilizadas como laxativo leve ou como purgativo, em doses mais fortes, principalmente no nordeste.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt

Popularmente, a casca do tronco dela é considerada eficiente para problemas respiratórios, como gripes e resfriados.

Toxicidade da canafístula

Estudos em laboratório demonstraram que ela não causa prejuízos graves à saúde humana, se tomada dentro das doses recomendadas – para cada xícara de água, deve-se utilizar uma colher de folhas picadas. Pode-se tomar duas ou três vezes ao dia, sem problemas.

PUBLICIDADE


Doses muito altas da canafístula podem causar problema, mas nada de grave foi indicado nas pesquisas.

Benefícios da canafístula

Ação antioxidante, analgésica e anti-inflamatória

As análises sobre a constituição química da canafístula demonstraram dezenas de princípios ativos, e por isso ela tem muitas atividades medicinais.

As folhas e a casca do tronco apresentaram excelente ação antioxidante, ou seja, ela combate radicais livres, o que evita vários tipos de doença, facilita a cura de inflamações, combate o envelhecimento, etc.

As folhas dela apresentam atividade analgésica e anti-inflamatória, combatendo dores e processos como inflamações da garganta, do intestino ou tópicas (na forma de compressa).

A canafístula produz vagens compridas. Seus frutos ainda verdes, na forma de extrato, demonstraram interessante atividade antioxidante e uma ação anti-inflamatória muito eficiente.

Eficaz contra a malária

Alguns estudos demonstraram que o extrato das folhas reduziu e quase eliminou o desenvolvimento do plasmodium, o causador da malária. A picada da fêmea do mosquito Anopheles transmite o plasmodium para a corrente sanguínea.

Ação antitumoral

Testada contra o câncer de fígado, essa planta demonstrou atividade antitumoral, reduzindo o desenvolvimento e proliferação das células cancerígenas. Ela pode ser eficiente para outros tipos de câncer e problemas relacionados.

Combate doenças neurodegenerativas

O extrato das folhas da canafístula, por exemplo, na forma de chá, exerce ação sobre o sistema nervoso central, inclusive nos mecanismos ligados à acetilcolina, importante neurotransmissor cuja pode estar ligada a problemas de cognição, Alzheimer, etc.

Essa planta melhora a atuação da acetilcolina, pois impede que ela seja reabsorvida pelo organismo. Isso pode ajudar pessoas em estágio inicial de Alzheimer, por exemplo, ou outras doenças degenerativas do cérebro.

Inibe convulsões

Ela tem ação depressora do sistema nervoso central, e é capaz de inibir convulsões, por exemplo, no caso de epiléticos, gerando um espaço maior entre os eventos convulsivos e menor intensidade deles.

Facilita o sono

Ela é sedativa e calmante, deixando a pessoa mais tranquila, e é útil para o tratamento da insônia, facilitando o sono em quem, por conta do estresse, tem dificuldade para dormir.

Ação antialérgica

As flores da canafístula foram analisadas e demonstraram potente atividade antialérgica. Pessoas que sofrem de alergias, como rinite alérgica, bronquite alérgica, alergias na pele, etc., podem utilizar o chá das folhas da canafístula para combater os eventos alérgicos.

Eficaz contra a leishmaniose

A Leishmania major é causadora da leishmaniose, uma doença que degenera os tecidos e causa feridas pelo corpo, muito comum principalmente nas regiões norte e centro-oeste. Os extratos das flores da canafístula tiveram boa atividade em inibir a ação da Leishmania.

Ação inseticida e fungicida

Foi identificado nas folhas da canafístula ação inseticida e fungicida, inibindo o desenvolvimento por exemplo, da Candida albicans, que causa a candidíase – o “sapinho” na boca das crianças ou os “panos brancos” na região genital das mulheres.

Competente contra o colesterol e úlceras estomacais

Dentro do fruto maduro se retiram as sementes da canafístula. Em várias espécies de plantas do grupo dela, as sementes trituradas, na forma de pó, reduzem os níveis de colesterol no organismo, o que auxilia no tratamento da obesidade e no emagrecimento. O pó produzido com as sementes dessa planta também inibe ou regride as úlceras estomacais.

PUBLICIDADE