Camomila: benefícios e como usá-la

Características da camomila

A camomila (Matricaria chamomilla ou Chamomilla recutita) é uma planta com registros de uso datados de mais de 2.000 anos na Grécia, possui origem europeia, e foi difundida pelo mundo todo, inclusive cultivada no Brasil e de fácil acesso.

PUBLICIDADE


Trata-se de uma pequena margarida amarela da qual se utilizam as flores como medicamento. As folhas dela se parecem com palitos, diferente das que se costuma ver.

O óleo essencial de camomila é muito utilizado pela indústria alimentícia e na de cosméticos para aromatizar produtos.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt

Usos populares da camomila

Popularmente, a camomila é utilizada como calmante, como sedativo, para gases intestinais, para estimular o apetite, para combater cólicas menstruais (uterinas) ou intestinais (em casos de infecção intestinal) e diarreias.

O chá de camomila é utilizado em recém-nascidos com problemas de gases ou quando estão nascendo os dentes de crianças.

PUBLICIDADE


Outro uso popular da camomila é para clarear cabelos e pelos. As pessoas costumam lavar a cabeça com chá de camomila ou misturá-lo em alguns produtos para cabelo para clarear os fios.

Cuidados no uso da camomila

Apesar de ser uma planta extremamente segura, que pode ser usada por adultos e crianças, a camomila exerce ação sobre o útero e não deve ser utilizada sem acompanhamento médico por grávidas.

Benefícios da camomila

Ação imunoestimulante

A camomila faz com que o organismo tenha uma resposta imunológica melhor contra vírus, bactérias e fungos. No caso de infecções, ela pode ser utilizada. Em pessoas que estão sempre doentes ou crianças que estão sempre gripadas, o chá de camomila pode ser excelente.

Ação espasmolítica

Contra cólicas menstruais e intestinais, a camomila exerce ação espasmolítica, inibindo a contração dos músculos lisos que envolvem o útero e o intestino. A dor da cólica está diretamente ligada à contração desses músculos, seja para expulsar o endométrio do útero, na menstruação, ou na tentativa de expulsar fezes mais rápido por conta de uma infecção. Evitando essas contrações, ela evita as dores das cólicas.

Ação ansiolítica

A camomila tem atividade calmante e ansiolítica, porém muito leve, que funciona bem para crianças. Para adultos, em casos de ansiedade ou para dormir melhor, a camomila não é a melhor pedida. Pode-se tomar mulungu, colônia, valeriana, cardo-mariano, entre outras plantas.

Tratamento do TDA

Foi feita uma pesquisa com jovens com TDA (transtorno do déficit de atenção), e os que tomaram as preparações feitas com camomila tiveram uma melhora significativa na concentração e na maturidade.

Proteção do cérebro

A camomila protege o cérebro contra os efeitos das isquemias cerebrais – quando uma pequena área do cérebro perde a irrigação sanguínea. Os neurônios, por falta de irrigação sanguínea, podem morrer, causando paralisias, problemas visuais, de audição, perda da coordenação motora, etc., a depender da área do cérebro onde aconteceu.

Em laboratório, cobaias foram induzidas a ter isquemia cerebral. Todas as cobaias que tomaram os extratos da camomila tiveram um quadro muito melhor após a isquemia. Isso demonstra uma atividade protetora do cérebro, que pode ser associada ao AVC, ao derrame cerebral e vários outros problemas que afetam diretamente o cérebro.

Ação cicatrizante

Existem alguns preparados farmacêuticos à base de camomila como cicatrizantes, muito utilizados para inflamação da gengiva por conta do rompimento para o nascimento dos dentes em crianças, e também em outros casos inflamatórios, como herpes labial.

O uso da camomila foi testado em feridas e ela acelerou o processo de cicatrização. Nos testes, dois grupos foram comparados: o que usou camomila teve, no prazo de 15 dias, 61% de regeneração da ferida causada; e o que não utilizou teve 48%.

A camomila demonstra excelente ação analgésica e anti-inflamatória em vários modelos inflamatórios. Cada tipo de inflamação tem resposta diferente.

No caso da osteoartrite, por exemplo, uma doença ósseo-inflamatória, ela reduz a necessidade de tomar anti-inflamatórios e analgésicos. Ela não cura a osteoartrite, mas melhora a qualidade de vida das pessoas que tem a doença.

Ação antialérgica

A camomila reduz a produção de histaminas pelo corpo durante a alergia. Quando se tem alergia e toma-se um anti-histamínico, ele inibe a produção de histaminas. Se a pessoa sofre de alergia crônica, a camomila pode ser utilizada, inclusive há registros dela evitar estados anafiláticos. Quando uma pessoa tem uma alergia muito grave, ela pode até mesmo morrer por conta da anafilaxia (o chamado “choque anafilático”).

Controle da diabetes

A camomila, além de ajudar a controlar a glicemia, causando redução do açúcar na corrente sanguínea, também é protetora das células-beta do pâncreas, relacionadas à produção de insulina. O uso da camomila é interessante para quem tem, por exemplo, diabetes tipo II.

Antidiarreico

A camomila exerce excelente ação contra as diarreias. Cobaias receberam óleo de rícino em grande quantidade para causar uma diarreia muito forte. As que tomaram chá de camomila tiveram uma diarreia mais contida do que as que não tomaram.

Problemas estomacais

Para quem sofre de gastrite, refluxo ou úlcera gástrica, a camomila é eficiente, pois reduz a acidez estomacal e, portanto, o refluxo e os impactos do suco gástrico sobre a gastrite.

Na gastrite, a parede estomacal inflama e o ácido gástrico piora esse estado. Reduzindo a acidez, tem-se um melhor estado.

Para quem tem úlcera gástrica, além de reduzir a acidez, a camomila acelera a cicatrização das úlceras.

PUBLICIDADE