Banana: benefícios e como usá-la

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Banana: características

O nome científico da bananeira é Musa × paradisiaca. Existem muitas variedades de banana – no Brasil, são conhecidas banana-nanica, banana-maçã, banana-ouro, banana-prata, banana-da-terra, banana-d’água, banana-vermelha, banana-vinagre, entre outras.

A maioria das pesquisas encontradas foi feita com a banana-nanica, mas de acordo com muitas referências as outras espécies de banana exercem praticamente as mesmas funções.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt
musa-×-paradisiaca
Bananeira (Musa × paradisiaca).

Benefícios da banana madura

Sabe-se que a banana está madura quando ela começa a apresentar pintas pretas. Existem informações populares de que a banana, quando madura, tem várias capacidades maravilhosas – como a de curar o câncer. Porém, não foram encontradas pesquisas que comprovassem que a banana, em seu estado máximo de maturação, tivesse alguma propriedade especial.

Controle da pressão arterial

O consumo da banana madura controla a pressão arterial. Nos testes, hipertensos tiveram a pressão arterial controlada depois de uma semana comendo três bananas por dia, enquanto o grupo que não consumiu banana continuou tendo aumento da pressão.

PUBLICIDADE


Quem deseja controlar a pressão arterial deve consumir pelo menos 2 ou 3 bananas ao dia, todos os dias.

Ação antidepressiva

A banana madura é rica em triptofano, substância que, quando processada na digestão se transforma em serotonina – neurotransmissor que atua no sistema nervoso central, causando sensação de bem-estar e felicidade, controlando a ansiedade e a compulsão por comer, fumar, entre outros vícios.

Pessoas com depressão, por exemplo, têm falta de serotonina, e os antidepressivos aumentam a disponibilidade dela na corrente sanguínea, e consumir banana regularmente também aumenta as taxas dela no organismo, atenuando a depressão e a ansiedade, e até evitando esses estados.

Ação antialérgica

Os estados alérgicos resultam da disfunção do sistema imunológico, que é controlado pela banana madura. O consumo constante da banana reduz os efeitos da alergia crônica, como rinite alérgica e bronquite alérgica.

Benefícios da banana verde

A banana verde tem um componente adstringente forte, portanto, pode ser consumida cozida. Para prepará-la, retire as duas pontas dela e cozinhe-a por 5 minutos com água em uma panela de pressão.

Após isso, pegue 50g de banana, adicione água e bata no liquidificador), fazendo uma vitamina, que pode ser adoçada ou consumida com limão. Tome um copo dessa vitamina duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite.

Ação antidiarreica

A banana verde controla a diarreia em adultos, mas principalmente em crianças. Para auxiliar o funcionamento intestinal, a cada duas horas tome um copo ou meio copo da vitamina de banana verde.

Controle do colesterol

O consumo da banana verde durante um período considerável, como 30 dias, reduz significativamente as taxas de colesterol, triglicérides e gorduras acumuladas no fígado e em outros órgãos .

Controle da diabetes

A banana verde é excelente para quem tem diabetes, pois aumenta a disponibilidade de insulina no sangue, e estimula o fígado a armazenar os açúcares na forma de glicogênio.

Açúcares são processados pelo sistema digestivo e transformados ema glicose – C6H12O6, o menor açúcar que existe –, que vai para a corrente sanguínea: uma parte é utilizada pelas células para produzir energia; o pâncreas produz insulina que recolhe o restante e leva para o fígado, onde transforma em glicogênio e armazena.

Proteção do estômago

A vitamina da banana verde protege e cicatriza feridas na parede estomacal, evitando gastrites ou a piora delas (se transformando em úlceras).

Ação bactericida

A banana verde tem eficiente ação bactericida. Deve-se amassá-la em uma cumbuca ou frasco de vidro, fazendo uma pasta. Adicione álcool de cereais, misture, deixe descansar por 10 a 15 dias e depois filtre.

O resultado é uma tintura alcóolica de banana verde, excelente como bactericida e podendo ser utilizada para lavar feridas ou, diluída em água, para fazer bochechos ou tomar.

Essa tintura pode ser um excelente auxiliar no combate da gastrite por conta do H. pylori.

Benefícios da casca da banana

A casca da banana, normalmente descartada, é extremamente nutritiva: rica em vitaminas, minerais e açúcares, e excelente como alimento. Existem muitas receitas que a utilizam.

Ela combate e previne o desenvolvimento da arteriosclerose, uma doença degenerativa.

Ela exerce ação diurética, ou seja, ativa os rins para que eles filtrem uma maior quantidade de sangue e produzam mais urina. Isso elimina toxinas do sangue por meio da urina, e é eficiente, por exemplo, para quem está intoxicado.

Em quem tem gota (reumatismo gotoso), os rins precisam eliminar a ureia, que se transforma em cristais de urato no líquido sinovial, causando inflamações nas articulações. Para aumentar essa excreção, é possível utilizar a casca de banana na forma de suco.

Tratamento de disfunções da tireoide

É possível fazer tintura alcoólica misturando casca de banana, de laranja e de romã. Pique as cascas, amasse-as em uma cumbuca, frasco ou tigela, e cubra com álcool de cereais. Deixe descansar em um pote fechado durante uma ou duas semanas, e filtre esse material.

Pode-se pingar 10 gotas da tintura obtida em um copo com água e tomar três vezes ao dia. Em pesquisas, essa tintura regulou o funcionamento da glândula tireoide, combatendo hipotireoidismo e hipertireoidismo.

Use a tintura como um auxiliar, não pare com os medicamentos e tratamentos para a tireoide.

Benefícios das flores da bananeira

O chamado “umbigo de bananeira”, ou “coração de bananeira”, na verdade são folhas modificadas, chamadas de brácteas, dentro das quais estão as flores da bananeira (que, em algum momento, se tornariam bananas).

O umbigo da bananeira pode ser consumido como alimento. Para isso, pode-se retirar as primeiras seis cascas dele, que são mais duras, depois picá-lo e cozinhar em água com um pouco de sal. Ele vai ficar escuro. Jogue essa água fora, cozinhe uma segunda vez; depois jogue essa água fora e cozinhe uma terceira vez, adicionando uma colher de café de bicarbonato na água, depois jogue fora a água.

Agora, é possível refogá-lo (como se fosse qualquer outro legume ou verdura, com cebola, alho, pimentão, etc.), pois todo a nódoa (o sabor amargo, que amarra a boca) já saiu nesse cozimento.

Problemas respiratórios e anemia

O umbigo da bananeira é popularmente conceituado como um medicamento para problemas respiratórios. São feitos xaropes do umbigo da bananeira para bronquites, asmas, etc.

Também se considera que ele tem uma grande quantidade de ferro, e o xarope ou chá do umbigo de bananeira é utilizado para casos de anemia.

Não foram encontradas informações científicas que comprovassem essas ações. Essas informações são baseadas em conhecimento popular, porém, toda pesquisa científica é baseada em conhecimentos populares.

Controle da diabetes

Cientificamente, é comprovado que as flores da bananeira têm uma ação de controlar a diabete, baixando o açúcar no sangue com muita eficiência. Consumir o coração da bananeira como complemento nutricional, ou mesmo tomar o chá das flores algumas vezes ao dia (três vezes, por exemplo) pode ser eficiente no controle das taxas de glicemia.

Ação bactericida

Os preparados com o umbigo e as flores da bananeira têm uma atividade bactericida muito representativa, e podem ser utilizados para lavar feridas, pés-de-atleta, frieiras, ou mesmo para fazer gargarejos em casos de infecções na garganta.

Benefícios das folhas da bananeira

A folha da bananeira pode chegara 3m de comprimento, e pode ser utilizada para assar peixes. Para isso, coloque o peixe temperado na folha de bananeira, enrole-a e leve à fogueira.

Ação bactericida

A folha da bananeira também tem uma atividade bactericida, e pode ser utilizada, na forma de chá, para lavar áreas infecionadas ou fazer gargarejos.

Ação vermífuga

Ela tem uma ação muito forte contra vermes intestinais. Para fazer uma xícara chá de folha de bananeira, utilize uma colher de folha picada, e tome 3 vezes ao dia durante 3 ou 4 dias – o período para que a pessoa consiga fazer a limpeza do seu intestino e elimine os vermes intestinais.

Alívio de dores reumáticas

Não existem comprovações científicas, mas é possível fazer uma fomentação com a folha de bananeira para casos de reumatismo.

Para isso, ferva uma panela de água e passe a folha de bananeira sobre o vapor quente até que ela fique quente. Enrole as pernas da pessoa com a folha de bananeira e coloque uma toalha por cima.

Isso não cura o reumatismo, mas ajuda muito a aliviar as dores, principalmente nas pernas. Essas folhas também podem ser utilizadas sobre as costas para aliviar as dores causadas por problemas de coluna.

Benefícios do pseudocaule da bananeira

O tronco da bananeira na verdade não é um tronco, são as bases das folhas da bananeira que vão se juntando e formando uma estrutura chamada de pseudocaule (falso caule).

É possível desfibrar esse pseudocaule, deixar secar ao sol e utilizá-lo para fazer cestarias e trançados. Ele é muito utilizado dessa forma nos interiores, como substituto da taboa, uma fibra muito utilizada antigamente, mas que, como os brejos onde nasciam as taboas foram aterrados, hoje é difícil de ser encontrada.

Foram encontradas pesquisas sobre a haste do tronco da bananeira, uma estrutura que fica no interior do pseudocaule, de onde saem os cachos de banana. Os cachos de banana nascem do pé da bananeira, vão crescendo por dentro da haste do tronco até chegarem ao topo, onde nascem na forma de flor.

O suco dessa haste é muito utilizado no controle da diabetes.

Antes do cacho nascer no alto da bananeira, é possível cortar 1 metro da parte superior da bananeira e retirar a haste, que estará muito macia e branca. Ela pode ser cozida e utilizada em receitas como substituta do palmito (mas não tem o mesmo gosto do palmito). Após os cachos de banana nascerem, essa haste fica muito dura.

Cálculos urinários

Na Índia, existe uma planta chamada varuna (Crataeva nurvala) que, utilizada em associação com a haste do pseudocaule da bananeira, tem um efeito positivo no tratamento de cálculos urinários (pedras nos rins ou na bexiga). A pesquisa demonstrou que ela reduziu 15% o tamanho das pedras, e facilitou a saída das pedras sem sangramento e sem dor.

Porém, a varuna é uma planta indiana e não é encontrada comercialmente no Brasil.

Proteção do fígado

A haste do pseudocaule da bananeira tem uma ação protetora do fígado. Para pessoas que sofreram de hepatite, que têm uma debilidade e precisam fortalecer o fígado, a haste ou o pseudocaule da bananeira podem ser um excelente medicamento.

O extrato da haste (batida com água) derramado sobre cortes e ferimentos é eficiente para estancar sangramentos, pois tem uma função adstringente, fazendo com que os vasos sanguíneos se contraiam e não derramem o sangue.

Benefícios da água do caule da bananeira

Não foram encontradas informações científicas a respeito da água no interior do caule da bananeira.

A bananeira forma uma malha cheia de alvéolos recheados de água, uma reserva de água diferente da nódoa da bananeira.

As pessoas espremiam o caule fresco da bananeira e tomavam essa água para controlar diarreias e para o controle da diabetes, duas indicações populares para o seu uso.

Benefícios da nódoa da bananeira

A nódoa (seiva) da bananeira é um líquido viscoso e leitoso liberado pelo pendão que sustenta o cacho da bananeira, e é obtida cortando o cacho da bananeira. Esse líquido, quando oxida (quando ele seca e reage com o ar atmosférico), fica avermelhado, manchando roupas e pisos.

Controle das diarreias

Uma colher de café dessa nódoa de banana, diluída em meio copo d’água e tomada duas ou três vezes ao dia, é eficiente para controlar diarreias.

Ação cicatrizante

É possível pingar a nódoa de bananeira sobre feridas que estão sangrando muito ou que estão difíceis de cicatrizar, para acelerar os processos de cicatrização.

Benefícios do rizoma da bananeira

O rizoma da bananeira é a parte redonda que fica debaixo da terra, e é o caule verdadeiro da bananeira.

Infertilidade

Uma pesquisa demonstra que o extrato feito com o rizoma de bananeira evitou a morte dos espermatozoides em ratos diabéticos. Um dos problemas de homens diabéticos é a infertilidade, e o rizoma da bananeira teve uma ação protetora dos espermatozoides, evitando a sua morte espontânea.

Controle do colesterol

Além disso, o extrato alcóolico do rizoma da bananeira tem a capacidade de reduzir o colesterol no sangue.

Para obter o extrato alcóolico, lave o rizoma, pique, macere, adicione álcool de cereais, deixe descansar por 15 dias no escuro e depois filtre. Utilize essa tintura que foi feita pingando 10 gotas na água, 3 vezes ao dia.

PUBLICIDADE