Atividade física e emagrecimento

Importância da atividade física

Emagrecimento

Isoladamente, a atividade física não emagrece. Existem pessoas que fazem atividade física e ainda assim não atingem o emagrecimento, pois o emagrecimento é multifatorial. Não basta a pessoa treinar – ela precisa ter hábitos saudáveis, como comer bem, dormir bem, etc.

PUBLICIDADE


A atividade física ajuda bastante no processo de emagrecimento, pois quando a pessoa está treinando, ela está gastando energia – as calorias e as reservas, que podem ser tanto de carboidrato (sob a forma de glicogênio) quanto de gordura (sob a forma de depósitos de gordura).

Treinos de alta intensidade

A depender do tipo de atividade física que a pessoa estiver praticando, ela irá gastar mais carboidrato como fonte de energia. Geralmente nas atividades mais intensas, como musculação, a pessoa diminui mais os estoques de glicogênio.

Pontualmente, ela não está gastando tanta gordura, pois está fazendo uma atividade de muita intensidade. Porém, isso vai possibilitar que ela gaste mais gordura depois, no processo de recuperação. Esse efeito é chamado de “efeito EPOC”, que é o consumo de oxigênio no pós-treino. Isso é importante para quem quer emagrecer, pois a pessoa irá gastar mais energia durante o período de repouso.

Quando a pessoa faz atividade física, ela continua com o metabolismo mais acelerado durante todo o dia, pois continua gastando energia para voltar ao estado de repouso. Com isso, continua gastando os estoques de gordura, sejam eles grandes ou pequenos.

PUBLICIDADE


As atividades de curta duração geralmente gastam mais gordura como fonte de energia. Essas atividades não necessariamente são mais importantes para o emagrecimento. A fisiologia do exercício proporciona essas opções de treinos de mais ou menos intensidade.

Treinos de baixa intensidade

Treinos em baixa intensidade geralmente precisam ser mais longos, já que é necessário compensar a intensidade menor no tempo de treino. São atividades extremamente benéficas para pessoas que não podem treinar intensamente devido a alguma limitação física ou cardiovascular.

É importante ter o apoio e a orientação de um orientador físico. Um bom profissional de educação física vai ter uma cartilha de estratégias para serem usadas, e irá utilizar as que forem mais adequadas para a condição física do indivíduo.

Quando a pessoa faz um treinamento de baixa intensidade, ela gasta mais gordura. Porém, no período de pós-treino, não há tanta recuperação e o metabolismo não fica tão acelerado. Ainda assim, treinamentos de baixa intensidade são muito importantes para a circulação e para gastar energia.

Alimentação

A alimentação saudável precisa estar aliada com o processo da atividade física. Se a pessoa estiver fazendo atividade física, mas estiver comendo incorretamente e em excesso, ela não vai ter resultados ou não terá os melhores resultados que poderia obter.

Outros benefícios da atividade física

A pessoa deve procurar um profissional para indicar a regularidade adequada de atividade física para ela.

A atividade física, principalmente as de maior impacto, consegue fortalecer os ossos. A atividade física consegue melhorar a circulação, evitando problemas como trombose, má circulação, retenção hídrica e problemas cardiovasculares.

A pessoa pode, hoje, não sentir dor ao agachar, sentir dor no joelho ou na coluna, mas, com o passar da idade, esses problemas irão aparecer, porque os músculos das costas, da coxa e da panturrilha não foram fortalecidos já que a pessoa não conseguiu fazer esse processo na idade adulta. É importante pensar na saúde a longo prazo, pois os resultados vão ser muito melhores.