Artemísia: Benefícios e Como Usá-la

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Artemísia: benefícios e como usá-la

A artemísia (Artemisia vulgaris), também chamada de artimijo, anador, losna do mato ou absinto selvagem, é uma planta da família da losna e do absinto, que nasce espontaneamente em muitos lugares (como hortas, quintais e jardins), e utilizada desde a idade média, mas pouco como planta medicinal.

Existem várias espécies de artemísia. Ela exerce ação analgésica (por isso é chamada de anador), e é muito reputada para tratar dores de cabeça, cólicas menstruais, cólicas intestinais e dores reumáticas.

PUBLICIDADE
cursos sobre plantas medicinais cpt
artemisia-vulgaris
Artemísia (Artemisia vulgaris).

Benefícios da artemísia

Ação no aparelho digestivo e combate à vermes intestinais

A artemísia estimula o funcionamento do aparelho digestivo, e tem princípios ativos com ação vermífuga. Para tratar vermes intestinais, como lombrigas (Ascaris lumbricoides), principalmente em crianças (mas também em animais, como cachorros), ela é eficiente.

É possível fazer o sumo dessa planta, macerando-a, com pouca água, em um pilão ou no fundo de uma vasilha, formando um extrato intenso. A artemísia tem aroma parecido com o do mel, mas é amarga. Com uma seringa, é possível administrar esse extrato para animais.

PUBLICIDADE


Tonificante do organismo

A artemísia melhora a circulação, e a funcionalidade de órgãos como fígado, vesícula biliar, estômago e pâncreas.

Aumento da libido

Do absinto se faz uma bebida que tem propriedade afrodisíaca, e a artemísia também exerce ação sobre o aparelho reprodutor feminino, estimulando o desejo sexual.

Controle da malária

Em muitas regiões onde a malária é uma doença recorrente, a artemísia é utilizada para controlar a doença. Há relatos de um morador de uma região de floresta que contraiu malária e superou-a com o uso da artemísia.

Existem pesquisas que demonstram que a artemísia reduz os efeitos da malária para que o corpo se restabeleça. Inclusive, estudos sobre a ação da artemísia contra a malária estão sendo aprofundados.

PUBLICIDADE