Anabolizante Causa Queda de Cabelo?

Atualizado em:

PUBLICIDADE


Anabolizante faz cair cabelo?

É comum as pessoas comprarem drogas anabolizantes sem saber se elas são originais e se tem registro na ANVISA, além do que, elas podem vir contaminadas e, depois de aplicacadas, causar efeitos colaterais.

De acordo com um estudo americano, os efeitos colaterais mais comuns em relação ao uso de esteroides anabolizantes são acne, oleosidade da pele e queda de cabelo. Alguns deles causam problemas piores, outros menos.

É importante não fazer uso deles por conta própria, e é recomendável acompanhamento médico para verificar se a reposição hormonal é necessária, o que é determinado por meio de exames.

Por que anabolizante faz cair cabelo?

As células do folículo capilar de quem tem tendência à queda de cabelo têm mais receptores de di-hidrotestosterona, e se essas pessoas fizerem uso de determinadas classes de esteroides anabolizantes, irão perder ainda mais fios.

PUBLICIDADE


anabolizante-e-queda-de-cabelo

No do topo do couro cabeludo, também chamado de coroa, a enzima 5-alfa-redutase do tipo 2 converte a testosterona (hormônio masculino) em uma variante 3 a 4 vezes mais potente, chamada di-hidrotestosterona.

Quando se aumenta a di-hidrotestosterona artificialmente, também aumenta a queda de cabelo.

Os esteroides anabolizantes podem ser medidos por nível de androginismo, que é o quanto causam de efeitos colaterais.

Os androgênicos são usados principalmente no “ciclo de cutting”, realizado para ter maior definição muscular.

Esteroides mais ou menos androgênicos

Os esteroides anabolizantes que mais causam queda capilar são os derivados da di-hidrotestosterona, entre eles, o stanozolol (um dos mais comuns), a oxandrolona, o dianabol e a trembolona, que não é derivada da DHT, mas também causa bastante queda de cabelo.

O deca durabolin, a nandrolona, a boldenona e a testosterona também causam queda de cabelo, mas não são tão androgênicos quanto os citados anteriormente.

Cuidados com uso de anabolizantes e medicações

Uma vez que o folículo capilar perdeu a capacidade de se reproduzir, isso é irreversível.

Muitas vezes, ao invés de ir ao médico, as pessoas tentam tratar a queda de cabelo por contra própria. Um tratamento muito comum é com Finasterida, porém, ela exerce efeitos na função hepática, portanto deve-se tomar cuidado.

O acompanhamento médico é importante para verificar o que está acontecendo com o couro cabeludo e tratar de forma adequada.

Também existem shampoos que podem ser usados para o bloqueio tópico da di-hidrotestosterona, além do que, compostos como minoxidil e fatores de crescimento, podem ser formulados pelo médico.

Artigo anteriorQueda de Cabelo Pós-Parto: Causas e Tratamentos
Próximo artigoAlecrim Faz Crescer Cabelo?
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).