Alimentos que aumentam o colesterol

Colesterol: importância e possíveis complicações

O colesterol é produzido no fígado, e é muito importante para o organismo – para os nervos, para os hormônios e para as células. Quando esse colesterol está associado a um nível alto de inflamação, o corpo tende a transformá-lo em LDL, que é o colesterol ruim, que é prejudicial para problemas cardíacos e arteriosclerose, pois o enrijecimento da parede vascular vai acontecer por conta dessa inflamação.

PUBLICIDADE


Se não tivesse uma inflamação, o colesterol não estaria se transformando em colesterol ruim e não existiria tanto risco. Ou seja, é importante consumir alimentos anti-inflamatórios. Pessoas que tem colesterol alto devem evitar alimentos que são altamente inflamatórios.

Alimentos inflamatórios

Há algum tempo, os médicos diziam para as pessoas que têm problemas de colesterol não comerem ovo. Assim, elas deixavam de comer uma proteína natural e saudável, que inclusive ajuda a diminuir o colesterol, e começavam a substituir essa proteína do ovo por embutidos, como salsicha e linguiça, e enlatados, que são altamente industrializados e altamente inflamatórios.

Excesso de cafeína e de álcool também podem aumentar a inflamação. O consumo alimentos ricos em açúcar, ou o próprio açúcar, também é altamente inflamatório. Óleos vegetais, como óleo se soja, óleo de milho, canola, cártamo e laticínios industrializados (como o leite de caixinha) também ajudam a aumentar a inflamação e não devem ser consumidos em excesso por pessoas que têm o colesterol alto.

Gorduras saturadas e alimentos anti-inflamatórios

A carne não precisa ser retirada da alimentação. As gorduras saturadas em si, se forem da forma saudável e natural, são interessantes. Deve-se evitar a gordura trans. Pessoas saudáveis, que não tem problema de risco cardiovascular e não tem nenhum problema cardíaco, por exemplo, podem consumir até mais de 300mg de colesterol por dia, sem nenhum prejuízo. A carne vermelha e o ovo não causam prejuízos.

PUBLICIDADE


Gorduras boas, como a gordura do abacate, as nozes e as castanhas, são muito úteis para ajudar no controle do colesterol.

Cúrcuma, azeite e principalmente vegetais de cor verde-escura são alimentos que sempre devem ser consumidos.

Acompanhamento médico

Se a pessoa tem o colesterol alto, deve fazer um acompanhamento com um profissional nutricionista e com um médico para avaliar os níveis dos exames dela. Muitas vezes, há um fator genético envolvido no aumento do colesterol. Existem pessoas que comem de forma saudável e mesmo assim tem o colesterol alto, e muitas vezes precisam associar uma medicação.

As pessoas não devem cortar alimentos importantes da alimentação e desprezar a questão da inflamação.

Artigo anteriorExercícios para perder barriga
Próximo artigoAtividade física reduz colesterol
CRM: 124205. Doutorado em andamento em Endocrinologia e Metabologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Residência em Clínica Médica pelo Hospital Geral de Pedreira. Aperfeiçoamento em Medicina Tropical (Hanseníase) pela Universidade Federal de Alagoas (2006). Graduação em Medicina pela Universidad de Montemorelos (1997-2005). Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2013). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Carapicuíba (2013-atual). Médica endocrinologista da Prefeitura Municipal de Cotia (2007-2016). Médica do Programa Saúde da Família da Prefeitura Municipal de Vargem Grande Paulista (2006-2007).