Ácido hialurônico

Composição

O ácido hialurônico, substância presente nas camadas mais profundas da pele, é formado por duas moléculas de nomes complexos: o ácido glucurônico e a glicosamina.

PUBLICIDADE


Funções

O ácido hialurônico é responsável pela elasticidade, firmeza, hidratação, flexibilidade, pelo aspecto jovem da pele e pela fixação da água nos níveis mais profundos. Quanto mais jovem, mais ácido hialurônico o indivíduo terá na pele. Com o tempo, os teores diminuem e fazem a pele perder o viço, o brilho, a hidratação e a elasticidade.

Presente em cosméticos sofisticados

Por todas essas razões, cada vez mais se utiliza esse ácido em doses elevadas em cremes e séruns, responsáveis por devolver, ainda que parcialmente, a jovialidade à pele, afinal, essas moléculas têm poder de hidratação e revitalização. Assim, ele é um dos ingredientes dos cosméticos sofisticados e está-se tornando bastante conhecido.

Quem pode usar?

Com esse ácido podem-se suavizar rugas estáticas, quer dizer, as que já possuem traço definido no rosto, como o famoso bigode chinês. Além disso, com ele também é possível obter volume, logo é possível utilizá-lo, por exemplo, para conferir maior volume aos lábios.

Diferença entre ácido hialurônico e Botox

O Botox é indicado para paralisar rugas dinâmicas, isto é, as provenientes da contratação da musculatura da testa, já que o ácido hialurônico não cumpre essa função.

PUBLICIDADE


Contraindicações do ácido hialurônico

Gestantes ou mulheres que estejam amamentando não podem usar ácido hialurônico, nem quem seja portador de infecção ou inflamação local.

Ácido hialurônico para repor volumes

Nos jovens, o traçado de uma linha no terço inferior da face (dos ossos zigomáticos até o mento) forma um triângulo. Já, nos idosos, a tendência é formar um retângulo em virtude de queda da pele, reposicionamento de gordura e remodelação óssea. Esse volume se pode devolver com ácido hialurônico.

A reposição desse volume nas maçãs do rosto atribui aspecto mais jovial; na mandíbula, imprime ar mais masculinizado a alguns homens que desejam realçar essa angulação.

Tipos de ácido hialurônico

Há, no mercado, diferentes tipos de ácido hialurônico, que podem apresentar mais viscosidade ou menos, de acordo com a profundidade da aplicação. Se colocado próximo ao osso, por exemplo, essa viscosidade deve ser maior.

Artigo anteriorChá para pedra nos rins: qual o melhor?
Próximo artigoÁcido hialurônico na odontologia
CRM: 91128. Doutorado em Dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2009-2012). Mestrado em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal de São Paulo (2001-2006). Residência médica em Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (1998-2001). Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1992-1997). Pós-Doutorado em pesquisa em dermatologia pela Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, EUA. Professor-assistente de dermatologia na Universidade de Mogi das Cruzes (2005-2006). Médico-assistente do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2006-2012). Médico chefe do Serviço de Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2012-2014). Coordenador do programa de residência médica em Dermatologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2019-2012). Coordenador de todos os programas de aperfeiçoamento/especialização médicos da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2011-2014).